Carta à um preso político


Marcio Santana

30/04/2018 18h00

 
No meu entender, e diante de tudo o que está sendo divulgado, a prisão do presidente Lula, deixou ainda mais claro o que todos nós já sabíamos, a respeito da idiota e manipulada direita nacional. Simplesmente ficou evidenciado que ela é hipócrita e falsa moralista.
“Cabestralmente” composta por cidadãos de bem, de caráter ilibado, guardiões da família e dos bons costumes e defensores da tradição cristã, o lado podre, destro e reacionário da nossa sociedade, assim como os imbecis que se dizem coxinhas mas que compraram carro popular financiado em 50 meses, estão devendo o cartão de crédito, não conseguem pagar o financiamento do quarto e sala, continuam devendo na bodega do Sr. Pacheco mas que mesmo assim se acham ricos e comemoraram a prisão de Lula, tomando cachaça polca-peito com sardinha e churrasquinho de gato.
Tenho dito, e continuo a “pregar”, que o elemento que rouba, mata e estupra tem que ir para a cadeia, independentemente de ser um morador de rua ou um elemento da mais alta corte, daí ter a convicção de que nada de mal irá te acontecer, realmente é ter a certeza de que aqui nessa província, “em si plantando tudo dá” e fica por isso mesmo.
Por tudo isso, e por fazer parte do lado “consciente” da vida e do Brasil, resolvi escrever algumas palavras que espero e torço que cheguem em algum bajulador, puxa-saco, ou mesmo ao servir para embrulhar o peixe na balança, chegue ao seu conhecimento.
 
Olá, Sr. Presidente Lula, espero que as coisas estejam mais ou menos tranquilas com o amigo,
Hoje enquanto ia ao sindicato, escutando as notícias de Alagoas e do Brasil, pude observar, mesmo que de maneira constrangedora, cenas de um cotidiano cruel, injusto e principalmente desumano de uma situação que imaginava estar completamente extinta nesse estado e consequentemente no Brasil.
Sabe, “companheiro” presidente, nasci e me criei em um estado que desde que me entendo de gente sempre esteve presente nas piores colocações no ranking da segurança, saúde, educação e qualidade de vida. A situação aqui era tão ruim que evidenciava claramente quem eram os ricos, pois tirando aquelas três famílias poderosas que por aqui reinavam, o restante era tudo lascado.
Eu posso garantir que não vivi, mas certamente vi várias pessoas saírem da zona da miséria e da fome por conta do seu governo, pessoas que tiveram, pela primeira vez energia elétrica em casa, estudantes que conseguiram entrar na faculdade pelo Prouni, a tão sonhada água que você levou para o sertanejo, enfim, a grande mudança na vido do brasileiro que graças a você não passou mais fome.
Sabe Sr Presidente, nunca irei esquecer daquele dia que o Brasil elitista ouviu o amigo afirmar que empregada doméstica andando de avião constrange a patroa, que o fato de negro estar estudando na PUC é um direito e não uma necessidade. Agradeço por você ter proporcionado os melhores anos da vida do brasileiro, onde todos puderam viver a democracia plena. Estado de bem-estar social pleno, comida, dinheiro, educação, oportunidade, e acima de tudo dignidade. 
Você errou e vai pagar pelo seu erro, mas você, bem como todo o “mundo” sabe, que seu cárcere é por conta de outros motivos, bem mais ordinários, descarados e cruéis.
Um grande abraço,



Compartilhe
comentários