Quarentena...


Marcio Santana

16/02/2020 18h30

 

 

Segundo alguns dicionários, esse é basicamente o significado de Quarentena. É a reclusão de indivíduos ou animais sadios pelo período máximo de incubação da doença, contado a partir da data do último contato com um caso clínico ou portador, ou da data em que esse indivíduo sadio abandonou o local em que se encontrava a fonte de infecção.

Na prática, a quarentena é aplicada no caso das doenças quarentenárias, como cóleraebolatifo exantemático e a febre amarela para observação do paciente.

Ai vem alguns questionamentos:

Será que deveria existir a quarentena para outros tipos de “cóleras”, que infelizmente se espalharam pelos quatro cantos desta província?

Será que teríamos como isolar em locais completamente seguros os portadores dessas “mazelas”, que infelizmente só fazem acabar com todos os recursos e as riquezas desse país?

Será que tais epidemias de tão cruéis que são com a população, não deveriam ser exterminadas com um maior rigor por parte das “autoridades” competentes?

Será que de tão evidente que é a causa de tal doença, a solução não seria também tão evidente, ou seja, tomar uma dose diária do medicamento mais eficiente que existe, inclusive, reconhecido e utilizado em diversos países do mundo pelo nome científico de “Vergonha na cara”?

Pois bem meus amigos, essa epidemia maligna, que no final das contas, só acomete com a classe mais lascada da sociedade, já se alastrou por toda a província, causando danos irreparáveis, deixando muita gente sem medicamentos, hospitais, ambulâncias, macas, leitos enfim, completamente desprovidas de assistência e amparo.

Essa quarentena, se bem elaborada, certamente traria de volta, a já distante esperança de uma vida melhor para todos. Uma certeza de que ao se acordar, todos nós já teríamos, como certo, tudo o que faríamos durante o dia. Coisas simples como tomar um bom café da manhã, trabalhar, almoçar, trabalhar e jantar.

Enquanto isso, o que vemos, é justamente o oposto de uma justiça, é justamente os portadores dessas mazelas a cada dia mais doentes (ricos), e levando com eles toda a esperança de uma vida, de várias vidas, de milhões de vidas.

O fato de colocar esses portadores de tal praga isolados, não seria, no meu entendimento a solução de tão grande problema, seria necessário sim, recuperar todo o montante desviado, sequestrar todos os bens, e depois, para ter a certeza de que estavam “curadinhos”,  colocaria a população (a consciente), para determinar o futuro deles.

Vamos torcer para que essa epidemia de Coronavírus não chegue por aqui, já basta as porcarias que à muito teimam em fazer morada nessa velha e castigada província sem dono.



Compartilhe
comentários