Encontro entre Rogério Teófilo é o comando de greve é adiado


Roberto Gonçalves

06/06/2017 08h56

Greve na Educação vai completar um mês no próximo dia 09 e 35 mil estudantes estão fora das salas de aula

A  falta de habilidade e o descaso com a educação tem prosseguimento na cidsde mais importante do interior do Estado com com a greve na rede municipal de educação que vai completar um mês no próximo dia (09) com um prejuizo de 35 mil estudantes fora das salas de aula.

Um encontro que estava agendado desde a semana que passou entre dirigentes do Sinteal  e o prefeito Rogério Teófilo (PSDB) para atarde desta segunda-feira (05) que estava agendada para  às 15h30, foi adiada, a pedido do gestor municipal, para às 17h30 desta terça-feira (06).

A informação foi passada pelo profesor André Luíz da Silva, do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal) em Arapiraca, durante entrevista a um programa de rádio e confirmada pela coordenação de comunicação da Prefeitura. Durante a entrevista, o servidor disse que a categoria está aberta para uma contraproposta, mas que só vai aceitar se o prefeito provar que não tem condições de conceder os 7,64% de aumento solicitado, com base em estudos, pelo Sindicato.

André afirmou,  que apesar do atraso do ano letivo, não vai haver perda para os cerca de 35 mil alunos que estão fora da sala de aula. O atraso na negociação, inclusive, tem prejudicado os pais dos estudantes, que por não ter com quem deixar seus filhos, acabaram perdendo os empregos.

“Queremos ser parceiros do Poder Executivo, estamos preocupados, mas greve é um direito de qualquer trabalhador”, disse André. “Estamos abertos à negociação e se tudo der certo as aulas já serão retomadas na próxima quinta-feira”, finalizou.



Compartilhe
comentários