Cultura

Geraldo Nascimento: O BREGA AINDA NÃO MORREU!


RAFAELA TENÓRIO
Fonte: ASSESSORIA

23/11/2018 12h44

O tempo, considerado o senhor da razão, talvez faça uma música ou algo parecido ser considerado ultrapassado e, por consequência, brega. Muitas pessoas não suportam nada brega, enquanto outras gostam pelo lado brincalhão. Foi pensando assim, que a Pagina Valores da Nossa Terra, destaca essa semana o cantor Geraldo Nascimento.


Geraldo Nascimento  nasceu em Craíbas, Alagoas, e reside em Sergipe. Filho de José Ferreira da Silva e Josefa Maria da Conceição. Além de se ocupar soltando a voz Geraldo  Nascimento,  conquista o povo executando vários pratos. Isso mesmo! Geraldo é gastrônomo.  E já trabalhou em diversos hotéis  um deles é o Hotel Plaza em  Arapiraca. Ele que já viajou todo Nordeste cantando e emantando o seus fãs.


Inspirado no saudoso Adelino Nascimento que intitulava-se “o cantor apaixonado do povão” Ele que  fez sucesso na região Nordeste do Brasil e especialmente no Maranhão e Bahia. Compôs canções como Adeus Ingrata, gravada por Cláudio Fontana[3], Menina Faceira e Vou Voltar para São Luís. Começou a carreira em 1981. Geraldo Nascimento concedeu a página Valores da Nossa Terra, uma entrevista. Onde disse está feliz pela oportunidade de ser destacado não só na página, mais no projeto que a 20 anos vem destacado todos os artistas do Nordeste. “ Será uma honra para mim, está presente na festa de 20 anos e  em 2019, farei uma turnê por  todo Nordeste. Estarei lançando um novo trabalho com musicas inéditas e tendo como parceira a Banda Cheiro de Cabaré. Segundo Geraldo Nascimento, quem não gostar de brega nunca amou, nunca se apaixonou e não saber o quanto é bom curti a música brega”. Finalizou, Geraldo Nascimento.

Foto: Assessoria


Compartilhe