Cultura

Mistura do Nordeste, Naty Barros é promessa no cenário da música alagoana


BRUNNA MORAIS

29/08/2019 10h26

A jovem cantora, compositora, violonista e ativista, Naty Barros, leva a Arapiraca mais uma

de suas apresentações. A artista fará um show nesta sexta-feira (30), no Bar e

Restaurante Caverna Arapiraca, localizado na rua Antônio Marroquim, 181, Baixão. O evento

terá início às 22h e promete contar com um repertório misto de releituras da MPB e músicas

autorais.

Natural de Arapiraca, Naty Barros vem se destacando no cenário da música alagoana.

Trazendo o melhor do Nordeste em suas produções, a jovem de 22 anos iniciou a carreira

ainda na adolescência, aos 13, e, a partir daí, continuou a se dedicar à música.

Naty vem do seio de uma família voltada para arte. Seu irmão mais velho, Aermerson Barros,

é produtor cultural. No ano de 2012, durante os espetáculos trazidos por ele, Naty e o seu

outro irmão, Rogério Neto, realizaram suas primeiras apresentações na recepção do teatro

do SESI, em Arapiraca.

Seguindo a veia artística, Naty, junto de seu irmão Rogério, dá início a outro projeto na

carreira. E, em 2013, nasce a banda de forró pé de serra Quinteto Dona Moça, que fazia

releituras de obras clássicas e contemporâneas do forró.

A escolha do forró foi influência de José Joaquim, pai da cantora e amante da música

nordestina. “Das melhores lembranças que tenho de infância é de papai cantando alto pela

casa Luiz Gonzaga, Trio Nordestino, Jackson do Pandeiro, Marinês, nos criou embalados

pelo nordeste”, conta Naty.

Ao longo da existência da banda, a jovem artista começou a descobrir a arte da composição

e a explorar outras potencialidades do seu talento. Até que resolveu, em 2015, abraçar um

novo desafio e seguir carreira solo.

Ainda no ensino médio, a cantora conheceu o guitarrista Vinícius Aguiar, que logo se tornou

um amigo e parceiro profissional, além de grande incentivador de seu trabalho.

Foram as composições escritas durante a adolescência de Naty que hoje dão corpo ao seu

primeiro EP gravado em Palmeira dos Índios e lançado em 2018, na Casa da Cultura, em

Arapiraca. Com o título de “SUBVERSÃO”, a obra caminha entre o reggae, rap e samba

trazendo uma mistura do que o nordeste é e produz no cenário musical.

Na produção do EP Subversão, Naty Barros contou com a colaboração do produtor musical

Ivan Nascimento e do artista plástico Marcone Macêdo. As cinco faixas do álbum estão

disponíveis gratuitamente nas plataformas digitais Youtube e SoundCloud. Vale a pena

conferir!

 



Compartilhe