Esportes

Fisiculturistas buscam títulos em campeonato internacional na Mongólia


Carlos Alberto Jr.

18/08/2017 12h50

Arapiraca entregou ao Brasil mais dois nomes ligados ao esporte. Os fisiculturistas Lucas Henrique Fernandes, de 21 anos, e Rogério Costa, de 26, sagraram-se vencedores do Campeonato Brasileiro de Fisiculturismo que aconteceu no último dia 5, na cidade de Maracanaú, no Ceará.

As conquistas aconteceram após muitos esforços deles próprios, de familiares e amigos que chegaram a participar de uma rifa para garantir o direito de participarem da competição. Pelo fato do esporte não ser tão difundido, também em Arapiraca, a dificuldade em conseguir patrocínios é grande.

Para Lucas Fernandes, que estuda Educação Física, muitos ainda têm preconceito com o esporte pelo fato de ser ligado equivocadamente ao uso de anabolizantes. “Isso prejudica o nosso esporte. A discriminação é grande, mas a gente não usa e faz questão de se dedicar mais nos treinos e na alimentação regrada para alcançar nossos objetivos no esporte”, frisou.

Segundo os dois atletas, os portes físicos foram conquistados à base de muita determinação, alimentação mais do que regrada, além de muitos treinos diários, quase frenéticos. Ambos trabalham como instrutores numa academia de Arapiraca, o que ajuda com as muitas despesas que envolvem a prática do esporte. A empresa, por sinal, de certa forma é uma patrocinadora.

Rogério Costa, por exemplo, é casado, tem uma filha e ainda mora num imóvel alugado. “A gente gosta tanto do esporte que se sacrifica, passa por algumas dificuldades, atrasa contas, tem energia cortada, mas não desistimos. Nosso sonho é maior”, destacou o esportista que é campeão brasileiro na categoria Sênior até 70kg no campeonato organizado pela Confederação Brasileira de Culturismo e Musculação (WBPF), uma das muitas entidades existentes no Brasil.

Já Lucas Fernandes confessa que a faculdade está atrasada há dois meses. “Além disso também preciso comprar livros mais específicos, já que meu curso é licenciatura [que forma professores]. Pretendo em breve fazer nutrição, porque, de certa forma, complementa o outro. Os desafios são muitos para nós, mas a gente enfrenta e vence”, afirmou.

CONQUISTAS E EXPECTATIVAS

O primeiro título disputado e vencido por Rogério foi o Open Energy ocorrido em janeiro deste ano no shopping de Arapiraca. Em julho, participou do Campeonato Estadual, em Maceió, onde também foi vencedor sendo habilitado para disputar o certame nacional que aconteceu no Ceará.

Lucas Henrique Fernandes, com apenas 21 anos, foi campeão brasileiro na categoria juvenil e vice-campeão Mens Physique Juvenil.

Os dois jovens continuam num ritmo intenso de treinamentos com a finalidade de disputarem o Campeonato Internacional de Fisiculturismo que vai acontecer na Mongólia, país localizado no oriente central da Ásia, no próximo mês de outubro.

Se para participar dos campeonatos estadual ou brasileiro, o sacrifício é grande para os dois aletas

“Gastamos com hospedagem, com alimentação e passagem, mas tudo isso sai do nosso bolso, pois não temos patrocínios. Para conseguir chegar até onde cheguei, foi preciso abrir mão de algumas coisas, como atrasar aluguel, água, energia, escola da minha filha, além de pedir dinheiro emprestado. Não foi fácil chegar nesse brasileiro. Foi luta”, afirma Rogério.

O Campeonato Mundial de Fisiculturismo ocorrerá entre os dias dois e oito de outubro deste ano, na Mongólia. Quem tiver interesse em ajudar a dupla de atletas campeões de Arapiraca pode entrar em contato com Rogério Costa, pelo número (82) 99630.3021, ou Lucas Henrique, (82) 99699.6599.

Foto: Arquivo pessoal
Foto: Carlos Alberto Jr.
Foto: Arquivo pessoal


Compartilhe