Esportes

Com gol de Leandro, CSA passa pelo São Bento e se isola na vice-liderança


Fonte: Gazeta Esportiva

19/08/2018 15h35

Parecia que o último jogo da 21ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B não teria gols. Até a marca de 42 minutos do segundo tempo, CSA e São Bento empatavam sem gols na noite deste sábado. Mas pouco antes dos acréscimos, o CSA marcou o único gol da partida, venceu por 1 a 0 em casa e conquistou importante vitória.

Isso porque o líder Fortaleza também venceu neste sábado, diante do Boa Esporte, e abriria oito pontos de vantagem na dianteira da Série B em caso de empate do time de Alagoas. No entanto, com o resultado, a equipe alagoana vai a 37 pontos e fica a seis pontos do time de Rogério Ceni, que soma 43.

foto 1

Jogo foi a partida número 100 de Daniel Costa com a camisa do CSA (Foto: Thiago Parmalat / RCortez – Assessoria do CSA)

Por outro lado, o resultado não é nada bom para o São Bento. A equipe de Sorocaba, no interior paulista, continua com 25 pontos, fica na 13ª posição e vê a zona de rebaixamento se aproximar. O Brasil de Pelotas, primeiro time na zona perigosa, tem 23 pontos.

CSA domina primeiro tempo, mas não marca

O jogo começou com poucas chances de perigo e muitos erros de passe. A primeira chance da partida foi do São Bento, aos 13 minutos, em chute de fora da área Roni que passou por cima do gol de Lucas Frigeri. Depois da tentativa dos visitantes, o CSA tomou o controle do jogo.

Aos 19 minutos, o meio-campista Juan arriscou de fora da área e a bola passou rente à trave do São Bento. Pouco depois, aos 24 minutos, o CSA voltou a assustar com Rafinha, que chutou cruzado pela direita e obrigou Rodrigo Viana a espalmar para escanteio.

foto 2

São Bento tentou jogar fechado e por uma bola no ataque, mas não segurou pressão no segundo tempo (Foto: Thiago Parmalat / RCortez – Assessoria do CSA)

A principal chance de gol do primeiro tempo foi do time da casa, aos 38 minutos, mas não pela qualidade da finalização. O volante Yuri arriscou de fora da área e Rodrigo Viana escorregou. Para a sorte do goleiro, a bola foi para fora e o escorregão não mudou o placar do primeiro tempo, que acabou sem gols.

São Bento melhora, mas CSA vence com gol no final

Tentando aumentar o volume de jogo no ataque do CSA, o técnico Marcelo Cabo promoveu a entrada do atacante Neto Berola no lugar de Juan. Neto Berola entrou bem, mas alteração não deu resultado. O São Bento voltou do vestiário com postura mais ofensiva e criou mais chances.

O São Bento perdeu sua grande chance de abrir o placar aos 16 minutos. Joãozinho roubou a bola no campo de ataque, invadiu a área e rolou para Ricardo Bueno que, de frente para a meta defendida por Lucas Frigeri, acabou chutando para fora. A resposta do CSA veio dois minutos depois, quando Neto Berola cruzou na área e Anderson Salles quase marcou contra.

A grande chance do CSA no segundo tempo aconteceu de maneira inesperada. Aos 35 minutos, o estreante Pio cobrou escanteio com muita curva, tentando o gol olímpico, e acertou o travessão, quase marcando um golaço.

O gol olímpico não marcado por Pio acabou não fazendo falta. Aos 41 minutos, em cobrança de escanteio, o próprio Pio cruzou na área e encontrou Leandro Souza. O zagueiro cabeceou firme, marcou seu segundo gol na Série B e colocou o CSA na frente.

foto 3

Jogadores comemoram gol aos 41 do segundo tempo (Foto: Thiago Parmalat / RCortez – Assessoria do CSA)

O gol de Leandro Souza acabou sendo o único da partida. Após seis minutos de acréscimos, o jogo terminou com vitória importante do time da casa por 1 a 0.

FICHA TÉCNICA
CSA 1 x 0 SÃO BENTO

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL).
Data: 18 de agosto de 2018, sábado
Horário: 21h00 (horário de Brasília)
Árbitro: Paulo Henrique de Melo Salmazio (MS)
Assistentes: Leandro dos Santos Ruberdo (MS) e Daiane Caroline Muniz dos Santos (MS)
Cartões amarelos: Daniel Costa (CSA); Marcelo Cordeiro, Roni, Dudu Vieira (São Bento)
Cartões vermelhos: —
GOLS
CSA: Leandro Souza, aos 41 minutos do segundo tempo
São Bento: —

CSA: Lucas Frigeri; Celsinho, Leandro Souza, Matheus Lopes e Rafinha; Yuri, Juan (Neto Berola), Didira (Pio) e Daniel Costa; Hugo Cabral (Jhon Cley) e Alemão
Técnico: Marcelo Cabo

SÃO BENTO: Rodrigo Viana; Tony, Anderson Salles, Ewerton Páscoa e Marcelo Cordeio; Fábio Bahia, Dudu Vieira (Ronaldo) e Roni (Diogo Oliveira); Joãozinho, Cléo Silva (Gabriel Vasconcelos) e Ricardo Bueno
Técnico: Marquinhos Santos



Compartilhe