Esportes

CSA vence Brasil-RS e assume vice-liderança da Série B


Fonte: Redação com Gazeta Esportiva

24/10/2018 10h03

Abrindo a 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Azulão recebeu o Brasil de Pelotas no Estádio Rei Pelé, em Maceió, na noite desta terça-feira (23) buscando se reencontrar com a vitória e seguir firme na briga pelo acesso. O CSA fez a lição de casa, vencendo pelo placar de 2 a 0.

Com o resultado, o Azulão volta a triunfar depois de duas rodadas e vai a 54 pontos, assumindo a vice-liderança da competição provisoriamente, já que poderá ser ultrapassado no decorrer da rodada. De qualquer maneira, o time de Marcelo Cabo conquista importantes pontos para se manter firme no G4.

Do outro lado, o Brasil-RS perde a segunda consecutiva e estaciona nos 37 pontos, perdendo grande oportunidade de se afastar da zona do rebaixamento. No entanto, nesta rodada, o Xavante pode perder apenas uma posição, em caso de vitória do CRB, mas não entrará no Z4.

O Brasil de Pelotas entra ação novamente na quinta-feira, dia primeiro de novembro e encara fora de casa o Juventude, às 21h30 (de Brasília). No dia seguinte, o CSA volta a campo, quando vai ao Maranhão visitar o Sampaio Corrêa, também às 21h30 (de Brasília).

Jogo

Os primeiros minutos da partida foram de domínio do Brasil de Pelotas. A equipe visitante controlava as ações, enquanto o CSA sofria para conseguir chegar ao campo de ataque. Aos poucos, porém, no desenrolar do duelo, o time da casa foi se encontrando em campo e acordou para o jogo.

Aos sete minutos, Hugo Cabral se livrou da marcação e chutou forte, mas a bola desviou na zaga e passou perto da meta do xavante.

A partir de então, o CSA avançou de vez as linhas e passou a trocar passes do meio para frente, mas tinha dificuldades para achar espaços na marcação adversária.

Os visitantes souberam sofrer a pressão dos anfitriões e tiveram bons momentos na metade da primeira etapa, quando enfim subiu a marcação e se manteve no campo de ataque. E aí as oportunidades apareceram.

Aos 24, Wallace Pernambucado subiu sozinho e cabeceou com perigo, mas a bola bateu em Leandro Souza e saiu. Três minutos depois, Itaqui cobrou falta e a bola ficaou com Leandro Leite, que cruzou. Welinton Junior cabeceou e com perigo, mas a bola foi para fora.

A resposta do CSA veio aos 30 minutos, quando Didira recebeu passe de Celsinho e disparou de fora da área, assustando o goleiro Marcelo Pitol.

CSA abre o placar

Nesse momento, a partida era tensa e bastante disputada. Até que Hugo Cabral apareceu para desequilibrar. Quando tudo indicava empate no intervalo, aos 44 minutos, Rafinha soltou o pé de fora da área e a bola desviou em Hugo Cabral, enganando o goleiro e parando no fundo da rede.

A equipe da casa voltou do vestiário assustando Brasil-RS logo de cara. Com cinco minutos de bola rolando, Walter cruzou com perfeição e Hugo Cabral cabeceou, mas parou em bela defesa do goleiro Marcelo Pitol com o pé e no reflexo.

Na sequência, porém, o duelo esfriou. O time da casa trocava passes no campo de ataque, mas esbarrava na marcação do Brasil de Pelotas e não conseguia ampliar a vantagem. Até que os gaúchos esquentaram o Rei Pelé, aos 22 minutos, em chutaço de Lourency, que parou em grande defesa do goleiro Lucas Frigeri.

E aí o Brasil de Pelotas se animou e levou perigo novamente quatro minutos depois, novamente com Lourency, que invadiu a área e chutou rasteiro, parando em mais uma ótima defesa do goleiro.

Os visitantes eram melhores no final partida e conseguiram fazer com que a equipe da casa se recuasse toda, apenas se defendendo.

Didira decreta vitória

O Brasil de Pelotas era melhor, mas Didira não quis nem saber e jogou um balde de água fria nos gaúchos, que ainda sonhavam com o empate. Aos 45 minutos, o atacante arrancou em velocidade e soltou o pé de dentro da área, anotando um golaço, sem chances para o goleiro. Para delírio da torcida no Rei Pelé, ele marcou seu 13º tento na temporada e deu número finais ao jogo.



Compartilhe