Justiça

Professor não “reconhece” deputado, mas promotor promete continuar investigação que compromete Severino Pessoa


Roberto Baia, Cinara Correa e Carlo Bandeira
Fonte: Arapiraca News

10/10/2017 16h11

O promotor Napoleão Amaral irá ouvir mais duas testemunhas, na próxima quinta-feira, 19, para encerrar as investigações sobre o caso que apura o uso ilegal e indevido de veículos do PAC 2 em terrenos do deputado estadual Severino Pessoa. Na última semana, o promotor flagrou veículos no terreno de propriedade do parlamentar, localizado vizinho à Uneal, em Arapiraca. Vídeos e imagens comprovam a utilização dos veículos trabalhando na demolição de uma casa e retirada dos entulhos, segundo constatou o representante do Ministério Público, em vídeos e fotos.

O promotor Napolião Amaral abriu investigação preparatória e a oitiva das testemunhas.

Nesta terça-feira, 10, o promotor informou que, entre as cinco testemunhas ouvidas, até agora, estava o autor da denúncia, o professor da Uneal, Jeferson Piones da Silva, que, desta vez, revelou que “ao ver as fotos do deputado nos veículos de imprensa, disse não ter certeza de que se tratava do deputado envolvido”, apesar de em um depoimento gravado pelo MP e divulgado amplamente, falou abertamente ter visto o deputado, de terno, naquele terreno.

“Agora, em novo depoimento, ele disse não ter certeza de que o deputado Severino Pessoa estaria envolvido nesse esquema”, revelou o promotor, assegurando, no entanto, que outros depoimentos, fatos e testemunhas comprovam o contrário.

“Os depoimentos da próxima quinta-feira só irão corroborar o que já estamos cientes”, garantiu Napoleão Amaral. “Eles já foram notificados e, na próxima semana, deveremos concluir o relatório, afirmou o promotor

O terreno se localiza na rua Manuel Protásio, no Bairro Alto do Cruzeiro, em uma transversal da rua à Uneal.

O prefeito Rogério Teófilo garante não ter conhecimento desse episódio, que considerou ‘gravíssimo’ e que irá adotar as providências cabíveis ao caso.



Compartilhe