Nacional

MINISTRO DA EDUCAÇÃO DIZ QUE GAYS VÊM DE ‘FAMÍLIAS DESAJUSTADAS’ E WEB REAGE


Fonte: Catraca Livre

25/09/2020 11h56

Uma declaração homofóbica do ministro da Educação, Milton Ribeiro, causou revolta nas redes sociais nesta quinta-feira, 24, mobilizando famosos contra a fala do titular do MEC.


Em entrevista ao Estadão, o ministro atribuiu o homossexualismo à ‘famílias desajustadas’. “Acho que o adolescente que muitas vezes opta por andar no caminho do homossexualismo (sic) têm um contexto familiar muito próximo, basta fazer uma pesquisa. São famílias desajustadas, algumas”.


Para o ministro, “falta atenção do pai, falta atenção da mãe. Vejo menino de 12, 13 anos optando por ser gay, nunca esteve com uma mulher de fato, com um homem de fato e caminhar por aí. São questões de valores e princípios”.


O ministro da Educação também afirmou que as escolas “perdem tempo” falando de “ideologia” e ensinando sobre sexo, sobre “como colocar uma camisinha”. Segundo ele, a abordagem pode favorecer uma “erotização das crianças”.


“Quando o menino tiver 17, 18 anos, vai ter condição de optar. E não é normal. A biologia diz que não é normal a questão de gênero. A opção que você tem como adulto de ser homossexual, eu respeito, mas não concordo”, afirmou.


Nas redes sociais, muitos famosos e políticos criticaram a fala do ministro da Educação.


“Homossexualidade não é castigo nem crime. É uma forma de amar e se relacionar como qualquer outra! É requisito nesse governo de “desajustados” ser um criminoso homofóbico!”, escreveu o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ)


Acesso à internet



O ministro da Educação, Milton Ribeiro, também foi questionado sobre os problemas de acesso à internet enfrentados por muitos estudantes brasileiros durante a pandemia.


Segundo o ministro, resolver este problema não é uma atribuição da pasta e sim aos estados e municípios garantir o ensino remoto durante a pandemia.


Confira reações da fala do ministro da Educação:


Homossexualidade não é castigo nem crime. É uma forma de amar e se relacionar como qualquer outra! É requisito nesse governo de “desajustados” ser um criminoso homofóbico! https://t.co/qOCxDbHB5W


Combater a desigualdade tem que ser dever de TODOS, ministro da Educação. Aliás, sabe quanto seu governo investiu para garantir internet nas escolas públicas pra que alunos possam assistir às aulas online na pandemia? NADA! Destruir a educação é projeto político de Bolsonaro.

 

 

Depois do presidente se isentar de qualquer responsabilidade sobre a pandemia no país, agora o ministro da educação diz que o retorno às aulas não é problema do MEC. O governo é um verdadeiro condomínio de negligência, omissão e irresponsabilidade. https://t.co/kDZjOvAGcc

 

 



Compartilhe