Nacional

Idosos ultrapassam barreiras e aprendem novo idioma em Arapiraca


Davi Salsa
Fonte: Redação

11/05/2018 08h40

Já diz o ditado que aprender outra língua abre as portas para um novo mundo.

Que o diga um grupo de 30 homens e mulheres, com idade entre 60 e 75 anos, que frequenta a Associação de Aposentados, Pensionistas e Idosos de Arapiraca (AAPIAR).

Para eles, a idade avançada não é barreira para voltar à sala de aula, receber novos conhecimentos e aprender noções da língua francesa.

Por meio de parceria entre a associação e a Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), campus de Arapiraca, no último dia 27 de abril, na sede da AAPIAR, no bairro Cacimbas, ocorreu a Aula Inaugural do projeto de extensão “A Terceira Idade na Universidade”.

Segundo revela a professora de Francês Maria Lúcia Lima de Morais, o projeto está a cargo da Pró-Reitoria de Extensão (Proext) da Uneal.

“Era um sonho antigo, que eu alimentava havia mais de cinco anos, e que agora está sendo realizado com as condições necessárias para o repasse dos conteúdos e a troca de experiências”, confidencia.

Maria Lúcia Lima disse, ainda, que se espelhou muito na professora Iêda Barbosa Fernandes, que, para ela, é um exemplo de mestra e profissional dedicada em manter viva a tradição da cultura e da língua francesa em toda a Região Agreste de Alagoas.

O projeto de extensão “A Terceira Idade na Universidade” também conta com o apoio de uma aluna bolsista e três estudantes do 7º período do curso de Francês, do Campus da Uneal, em Arapiraca, para oportunizar novos conhecimentos às pessoas idosas, promover a inclusão social e aproximar cada vez mais a universidade do meio social na qual está inserida.

As aulas de Francês são realizadas todas as quartas-feiras, das 14 às 16 horas, no auditório da Associação dos Aposentados, Idosos e Pensionistas de Arapiraca, que tem como presidente Maria de Lourdes Carvalho, a Lurdinha.

A entidade foi fundada há 27 anos e conta com 1.500 pessoas cadastradas, sendo a maior parte formada por mulheres com idade acima de 60 anos.

O curso tem carga de 80 horas e a participação de pessoas alfabetizadas com idade a partir de 60 anos.

O projeto terá duração de um ano, e receberão certificados de conclusão do curso de Noções de Língua Francesa os idosos que obtiverem a presença mínima de 75% de frequência das aulas.

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria


Compartilhe