Nacional

Municípios de Alagoas terão novo Dia 'D' de vacinação contra a polio e o sarampo


Fonte: Redação com Gazetaweb.com

30/08/2018 16h43

Sem atingir meta de vacinação, algumas cidades de Alagoas vão realizar mais um Dia "D" da campanha contra a poliomielite e o sarampo. Até agora, quatro cidades aderiram à nova data de mobilização, que será no próximo sábado (1º), junto com o encerramento da campanha. 

Para o 'Dia D', os postos de saúde estarão abertos para receber o público-alvo da campanha de vacinação. Até o momento, em Alagoas, a cobertura vacinal da polio só chegou a 80,31% e a do sarampo, a 80,17%, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau). 

Além de Maceió, o novo 'Dia D' também já foi confirmado nas cidades de Arapiraca, Novo Lino e Ibateguara. Outros municípios também podem aderir ao dia de mobilização. Nos que não aderirem, a campanha acaba nesta sexta-feira (31). 

De acordo com a Sesau, foram aplicadas 171.373 doses da vacina contra a polio em um público-alvo de 213.391 pessoas, e outras 171.078 doses da vacina contra o sarampo em um público de 213.391 pessoas.

No dia 18 deste mês, foi o primeiro dia "D" da Campanha Nacional de Vacinação, que imunizou, em Alagoas, 112.970 pessoas contra a poliomielite e outras 112.087 contra o sarampo. 

CAMPANHA NACIONAL

A nova campanha nacional começou no dia 6 deste mês e busca alcançar, em todo o país, 11,2 milhões de crianças, o que representa 95% da cobertura vacinal na faixa etária de 1 a 5 anos de idade, segundo estimativa do Ministério da Saúde (MS).

O Ministério da Saúde esclarece que o sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral e transmitida por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar, sendo considerada grave e extremamente contagiosa. Já a poliomielite também é contagiosa, sendo causada pelo poliovírus. Ela pode infectar crianças e adultos por meio do contato direto com fezes ou com secreções eliminadas pela boca das pessoas infectadas.

O governo federal orienta que estados e municípios que não alcançaram a meta realizem um novo dia de vacinação. A organização do novo dia "D", porém, dependerá de cada Secretaria de Saúde. Segundo o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, em nível nacional, não há previsão de prorrogar a campanha, já que as vacinas estão disponíveis no calendário da rede.



Compartilhe