Polícia

Cristiano Matheus não consegue provar que motorista de carro de som foi agredido


Fonte: Redação

16/10/2020 10h14

Na manhã da última quarta-feira (15), o candidato a prefeito de Pão de Açúcar, Cristiano Matheus usou suas redes sociais para denunciar uma suposta agressão sofrida pelo motorista do carro de som de sua coligação, Adriano “Três Dedos”, pelo irmão do seu adversário. No vídeo, Cristiano apresenta o “agredido” com um ferimento no braço esquerdo.
Após flagrar o carro de som da coligação de Cristiano Matheus cometendo um crime eleitoral, que é o de tocar músicas do candidato sem a presença do mesmo, Antônio Dantas é agredido verbalmente pelo motorista, que lhe profere baixarias e mostra o dedo médio. “Foi com uma ‘bimba de boi’, ele me deu três chibatadas. A sorte que eu estava dentro do carro e uma delas pegou no meu braço”. Declarou Adriano. Mas os vídeos mostram o contrário. Antônio Dantas nem chegou a sair do carro, e foi o Adriano que se dirigiu em sua direção, e ao se aproximar do veículo, alegou que foi agredido.
Mas tudo não passou de uma armação. Após a análise de todas as imagens, percebe-se que nunca houve tal agressão. No primeiro momento, nota-se que não há registro de violência física no braço esquerdo do motorista. Horas depois, em outro vídeo, já em frente ao CISP, Três Dedos já exibe um ferimento no mesmo local e diz que levou três chibatadas. Agora no município, muitos fazem um paralelo com a eleição de 2008, quando Cristiano Matheus, então candidato a prefeito de Marechal Deodoro, segundo o Ministério Público, com o intuito de causar comoção, forjou o sequestro e mandou surrar seu motorista, como também mandou incendiar seu próprio veículo.
O caso está a cargo das autoridades, que irão proceder com as investigações.

 



Compartilhe