Polícia

Processo do caso Roberta Dias é inserido em meta do CNJ e deve ser julgado até, no máximo, 31 de dezembro de 2021



17/09/2021 14h40

O processo sobre o caso Roberta Dias, jovem que foi raptada e assassinada em abril de 2012, foi inserido na meta 2/2021 do Conselho Nacional de Justiça que estabelece o prazo final de até 31 de dezembro de 2021 para que 80% dos processos distribuídos até o último dia do ano de 2017 sejam julgados.

Com isso, aumentam-se as expectativas para que logo após o interrogatório dos réus Karlo Bruno Pereira Tavares e Mary Jane Araújo Santos, marcado para o dia 26 de outubro, seja designada a data para julgamento pelo Tribunal do Júri.

Karlo Bruno e Mary Jane, amigo do pai do filho que a vítima esperava e mãe do namorado de Roberta, respondem por homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima); ocultação de cadáver e aborto provocado por terceiro.

Os réus foram denunciados após um surgimento de um áudio em que Karlo Bruno conta detalhes de como matou Roberta Dias e cita, entre outras coisas, o local onde havia enterrado o corpo, justamente na região entre Feliz Deserto e Piaçabuçu, onde os restos mortais de Roberta Dias foram encontrados.

 

 

Fonte: Redação com Aqui Acontece 



Compartilhe