Polícia

Mãe e padrasto responsáveis pela morte de criança ganham liberdade provisória


Fonte: TNH1

04/10/2017 16h52

Joyce Silva Soares e Meydson Alysson da Silva Leão, mãe e padrasto do jovem Dyllan Taylor, suspeitos de assassinarem a criança de apenas 3 anos em janeiro de 2016, ganharam liberdade provisória nesta quarta-feira, 04. A decisão foi do juiz Alfredo dos Santos Mesquita, da 5ª Vara Criminal de Arapiraca.

De acordo com a decisão do magistrado, a liberdade provisória foi concedida pela demora da conclusão processual, uma vez que a audiência de Instrução e Julgamento ainda não foi realizada. O juiz alega “constrangimento ilegal na manutenção da prisão dos denunciados”.

“Diante de tal demora injustificada, nem o argumento que leva em conta a gravidade do delito é suficiente para que se mantenha a segregação provisória, sendo imperiosa no momento da restauração do status libertatis dos Acusados”, diz um trecho da decisão.

Maydson estava preso desde o dia 21 de janeiro de 2016 e Joyce desde o dia 22 de fevereiro do mesmo ano. O magistrado também elencou quatro medidas cautelares: proibição de ausentar-se da Comarca enquanto durar o processo criminal; proibição de cometer novos delitos; obrigação de comunicar a este Juízo qualquer mudança de endereço; e obrigação de comparecer aos atos para os quais forem intimados.

A audiência de Instrução e Julgamento do caso está marcada para o dia 25 de janeiro de 2018, a partir das 8 horas.

O CASO

O menino de 3 anos foi encontrado morto no dia 21 de janeiro, dentro de casa e com diversos hematomas no corpo.

No mesmo dia, o padrasto dele foi preso em flagrante, sob suspeita de homicídio qualificado. A mãe, que estava foragida, foi presa em seguida.



Compartilhe