Polícia

Viúva de vereador Neguinho Boiadeiro acusam família Dantas do crime


Fonte: GLOBO.COM

17/11/2017 12h09

gerente da Polícia Judiciária da área do Sertão, delegado Cícero Lima, afirmou, na tarde desta quinta-feira (09), durante entrevista a uma emissora de TV, que o clima segue tenso no município de Batalha e que não está descartada nenhuma linha de investigação sobre o atentado ocorrido no início da tarde, vitimando o presidente da Câmara de Vereadores, Adelmo Rodrigues de Melo, mais conhecido como "Neguinho Boiadeiro". 

Além disso, informou que as forças policiais permanecerão na cidade para coibir qualquer outra ação criminosa.

De acordo com Cícero Lima, ainda é prematuro afirmar qual a motivação do atentado. Contudo, a autoridade policial assegura que as forças de segurança estão tomando todas as medidas cabíveis para investigar o homicídio.

"O trabalho está sendo conduzido pelo delegado Rômulo Monteiro e ainda estamos ouvindo testemunhas. É precipitado afirmar a motivação. Todas as informações estão sendo levantadas", disse.

Cícero Lima afirmou também que a polícia está à procura do Petrinho Boiadeiro, filho do vereador morto. Ele é suspeito de cometer uma tentativa de homicídio contra José Emílio Dantas, filho do ex-prefeito da cidade de Batalha, José Rodrigues Dantas, que seria rival da família Boiadeiro.

Outra informação, ainda não confirmada, diz respeito ao fato de parentes de Neguinho Boiadeiro terem ido a uma fazenda da família Dantas, em busca de outro desafeto. Contudo, como não encontraram ninguém, teriam efetuado disparos contra animais que estavam na propriedade rural.



Compartilhe