Polícia

Morte de Neguinho: Família diz que confia na Justiça de AL


Fonte: Redação

22/12/2017 09h13

Após mais de 30 dias do assassinato do vereador Adelmo Rodrigues de Melo (PSD), o Neguinho Boiadeiro, a família Boiadeiro e amigos esperam ansiosos pelo desfecho do Inquérito Policial que será prorrogado por mais 30 dias. Apesar do pouco avanço nas investigações, a filha do vereador, conhecida como Bahia Boiadeiro declarou a reportagem que confia no trabalho dos órgãos competentes que estão à frente do caso, pois o crime foi de repercussão nacional, e abalou o município de Batalha e região.

“Um crime como esse tem que haver uma resposta imediata do Estado! Estamos no ano de 2017 e ainda prevalece a política do crime de mando, do coronelismo disfarçado”, afirmou Bahia Boiadeiro.

Acompanhada da mãe, Mércia Boiadeiro, ambas foram recebidas pelo presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, Desembargador Otávio Praxedes, de onde saíram esperançosas, depois de uma conversa transparente, onde a família buscou apoio do Judiciário com relação a imparcialidade no procedimento.

“Saímos esperançosos de uma investigação e procedimentos imparciais, por saber da competência e seriedade do Dr. Otávio Praxedes que nós recebeu em seu gabinete para escutar nossas queixas”.

A mesma ainda fez questão de afirmar que toda a família acredita na imparcialidade da Justiça de Alagoas, não acreditando que possa haver favorecimentos em decisões judiciais, como de perseguição a membros da família Boiadeiro.

“Acreditamos no Poder Judiciário do Estado, principalmente na sua imparcialidade. Não pode haver jamais, dois pesos e duas medidas. É preciso que a nossa suspeita seja investigada a fundo. Não pode o Estado, nem o Poder Judiciário fechar os olhos as nossas denúncias. Estamos conversando com pessoas competentes, sérias, que temos a certeza que trabalharam da forma correta, sem privilégios a qualquer uma das partes”.

Bahia Boiadeiro é Bacharel em Direito, pelo IESC de Arapiraca, e filha mais nova do vereador assassinado. Nunca exerceu qualquer cargo público.



Compartilhe