Polícia

Estado pede transferência de presos envolvidos em ameaça a secretário


Fonte: Redação com TV Pajuçara

02/04/2018 13h28

Os detentos do sistema prisional de Alagoas que estariam envolvidos no suposto plano para matar o secretário de Segurança Pública, coronel Paulo Lima Júnior, tiveram as transferência para presídios federais solicitadas pelo governo do Estado. A informação foi confirmada pelo governador Renan Filho, na manhã desta segunda-feira (2).

Renan afirmou que a ameaça demonstrou a capacidade de trabalho da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e disse que as medidas para a segurança do secretário foram tomadas.

“O secretário de segurança foi ameaçado por meio de uma carta, interceptada pela polícia, e todas as medidas para garantir a segurança do secretário já foram tomadas. Solicitamos a transferência dos presos para presídios federais e intensificamos a fiscalização nas unidades prisionais”, disse o governador.

Os pedidos de transferência também foram confirmadas Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris), mas a pasta não divulgou os nomes dos presos, identificados apenas como Aranha e Baixinho.

Ameaça terá "resposta à altura", afirma SSP

Por meio de nota, a Segurança Pública afirma que tomará "as devidas providências para responder à altura a afronta ao Estado".

"[O secretário] afirma estar tranquilo quanto às ameaças sofridas e destaca que a atitude dos criminosos demonstra o êxito das ações das forças policiais para combater o crime em Alagoas", diz a nota.




Compartilhe