Polícia

Justiça liberta Preto Boiadeiro


Carlo Bandeira
Fonte: Redação

07/05/2018 13h06

Diante das alegações da defesa, o Ministério Público através do Promotor Advaldo Batista de Souza Junior, concordou com o pedido de relaxamento da prisão de José Anselmo Cavalcanti Melo(Preto Boiadeiro) e seu motorista Dalbério José Menezes, que foi acatado pelo Juiz Jandir de Barros Carvalho, da 8ª Vara Criminal de Arapiraca, que decretou a soltura dos acusados, que segundo a Polícia civil do Estado de alagoas, foram presos em flagrante delito, por porte ilegal de arma de fogo..

Da Motivação

“O Preto Boiadeiro estava em uma das fazendas da família, Lagoa do Algodão, em Craíbas, quando avistou dois carros descaracterizados, sem identificação nenhuma de automóveis oficiais da Polícia, e dentro dos automóveis, ao descerem, vários homens da Polícia civil fortemente armados, adentrando na propriedade, e sem nenhuma autorização judicial, ou seja, sem mandado de busca ou apreensão da justiça, não teve outra reação a não ser fugir”, afirmou o advogado  Edmilson Siva. Levando em consideração as condições em que se encontra toda a família, por causa do assassinato de seu Pai, Neguinho Boiadeiro, e segundo eles, tendo sofrido por diversas vezes invasões em seus domicílios por integrantes das Polícias, não restou ao Preto Boiadeiro, em estado de completo nervosismo, evadir-se do local, temendo por sua vida e a do seu companheiro Dalbério. “Na sequência, Saíram em disparada à procura de ajuda, onde se dirigiram diretamente para o 3ºBatalhão da Polícia Militar. Chegando ao Batalhão, logo pediram socorro aos oficiais de plantão. Quando em seguida, a Polícia Civil chegou e fez a abordagem, e na busca na caminhonete encontraram duas armas, que foi o motivo da prisão. Porém, a as armas não pertenciam ao Preto Boiadeiro, pois a arma que ele tem é registrada e devidamente legalizada, Afirma Doutora Mabylla Loriato.

“Como resultado da operação, os dois já se encontram em liberdade”, afirmaram em gravação, pelo celular, a advogada Mabylla Loriato, e Edmilson silva, mais conhecido por Tuca Maia, e que formam o trio com o Doutor Raimundo Palmeira, que defendem a Família Boiadeiro.

O Juiz determinou a conduta dos dois, o seu motorista Dalbério José Menezes e do Preto  Boiadeiro, entre outros procedimentos, o comparecimento mensal em juízo. Pois, no decreto do Juiz, não encontrou motivos plausíveis para essa prisão, determina o despacho da 8ª Vara.



Compartilhe