Polícia

Polícia Civil investiga se cocaína apreendida no Sertão de AL veio da Bolívia


Fonte: Redação com Gazetaweb.com

02/10/2018 15h56

A Polícia Civil vai investigar se a cocaína apreendida no Sertão, na noite dessa terça-feira (1º), veio da Bolívia e também se Alagoas está na rota do tráfico desse tipo de droga. Os trabalhos serão conduzidos pela Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DRN).

"Nesse caso específico, pelas informações que tive com Brasília, essa droga saiu da Bolívia, iria para algum porto do Nordeste para ir para a África e para a Europa. Provavelmente subiria ali por Serra Talhada para sair em Natal", explicou o delegado Vinícius Ferrari, titular da DRN.

O delegado disse que entrou em contato e recebeu informações com a Polícia Federal, de Brasília, sobre a apreensão da cocaína. "O que aconteceu foi bom. Significa que a repressão está sendo eficaz. Ano a ano está aumentando a quantidade de apreensões, principalmente de cocaína", acrescenta Ferrari. 

A Gazetaweb pergunta ao delegado se Alagoas entrou na rota do transporte de cocaína, ele responde que "isso não se sabe ainda. Isso é uma possibilidade. A gente não sabe se isso é real. O que sabemos é que a droga não iria ficar aqui. A gente tem trinta dias para fazer esse acompanhamento agora", reforça Vinicius, que vai atuar no inquérito policial.

A apreensão

A PRF apreendeu mais de 1,2 tonelada de cocaína, durante o policiamento ostensivo realizado na BR-423, no Sertão de Alagoas. A droga estava escondida em um caminhão carregado de cerâmica que foi abordado pelos agentes federais. Essa é a maior quantidade de cocaína já apreendida pela PRF no Nordeste e uma das maiores do País. O carregamento da droga foi avaliado em R$ 60 milhões. 

Segundo informação da assessoria de comunicação da PRF, os policiais rodoviários federais faziam abordagens próximo à Unidade Operacional de Polícia (UOP) da PRF do Carié. Eles pararam um caminhão, com placa de Escada-PE, e notaram que o motorista estava com pressa de ser liberado. O homem apresentou os documentos solicitados pelos agentes e as notas fiscais da cerâmica, carga que era transportada no veículo. 

Os policiais pediram para ele estacionar o caminhão em um local mais seguro para fazer uma fiscalização detalhada, já que ele se mostrava nervoso com a abordagem. Nesse momento, ele tentou fugir dos policiais, acelerando o veículo e perdendo o controle. 

Enquanto isso, uma parte da equipe fazia a checagem da carga transportada no caminhão, constatando que, além de cerâmicas e sofás, o veículo estava carregado de drogas.



Compartilhe