Polícia

ONG Pata Voluntária forja assalto, pede doações e presidente é presa em Maceió


Fonte: Tribuna Hoje

05/07/2019 20h59

A presidente da organização não governamental (ONG) Pata Voluntária, Amropali Pedrosa Mondal, de 28 anos idade, foi presa no bairro da Jatiúca, em Maceió, nesta sexta-feira (5). Também foram detidas as voluntárias da ONG Nayane Perícia Silva Barros, 26, e Maria Gisele do Nascimento Oliveira, 23.

As três foram detidas no início da tarde após a polícia constatar que não houve assalto à sede do abrigo na última quinta-feira, como foi denunciado pelas suspeitas. A presidente Amropali Pedrosa e as voluntárias registraram um boletim de ocorrência na ocasião. De acordo com a polícia, elas confessaram os crimes e vão responder por estelionato, associação criminosa e comunicação falsa de crime.

No post com o relato do assalto, a ONG pede doações para alimentar os animais resgatados. “Os animais estão sem nada e não temos de onde tirar, o que tem na sede principal só da para os animais doentes, estamos desesperadas. Por misericórdia imploramos que ajudem”.

O delegado Leonam Pinheiro, um dos responsáveis pelo caso, junto aos delegados Fábio Costa e Thiago Prado, informou que as três confessaram o crime.

O delegado também afirmou que, após interrogatório, as três detidas irão para o sistema prisional.

Doações

Segundo a polícia, a Pata Voluntária arrecadou mais de R$ 300 mil com doações ao longo dos anos. Em junho passado, a ONG criou uma conta no site vakinha.com.br com o objetivo de quitar dívidas com a ajuda da população. Só nesta ocasião, a ONG conseguiu arrecadar R$ 77.682,83.



Compartilhe