Polícia

Acusado de vários crimes em AL é preso na BA após quase perder o pênis fugindo da polícia


Fonte: Redação com Diário Arapiraca

02/01/2020 16h44

O delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti, titular da Delegacia Regional de Polícia de Delmiro Gouveia (1ª DRP), deu detalhes na última terça-feira (31) sobre a captura de um foragido da justiça identificado como Francisco dos Santos, conhecido como “Chiquinho”, 21 anos, ocorrida no mesmo dia.

Acusado de vários crimes no município, “Chiquinho” foi preso em uma ação conjunta das polícias Civil e Militar de Alagoas e da Bahia, na cidade de Paulo Afonso (BA). Os policiais alagoanos tomaram conhecimento de que ele estava em uma pousada no município baiano e entraram em contato com as equipes locais para efetuar a prisão dele.

Conforme Rodrigo Cavalcanti, “Chiquinho” estava com três mandados de prisão em aberto, um deles por estupro seguido de morte contra uma idosa de 71 anos, ocorrido em fevereiro de 2019, em Delmiro Gouveia. O acusado também é apontado como autor de vários assaltos à mão armada, ocorridos na região.

De acordo com o delegado regional, no momento da prisão em Paulo Afonso, ao quebrar uma porta de vidro, na tentativa de fugir da polícia, “Chiquinho” acabou sofrendo um corte no pênis. “Por pouco não foi decepado. Diante da situação, achei que os médicos iriam amputar no hospital, mas eles deram apenas vários pontos”, disse Cavalcanti.

Antes de ser preso, já com o órgão genital ferido, o acusado ainda foi espancado pela população. Ele escalou o teto de várias residências para fugir dos agressores, mas ficou acuado no telhado do primeiro andar de uma delas. Equipes do Corpo de Bombeiros Militar (CBM) da Bahia e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ajudaram-no a descer e realizaram os primeiros socorros.

Policiais do 20º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Paulo Afonso conduziram “Chiquinho” para um hospital e depois para a Delegacia de Polícia da cidade. Posteriormente ele foi encaminhado para Delmiro Gouveia, onde está recluso à disposição da Justiça.

Ainda durante a entrevista, o delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti relatou que, em agosto do ano passado, o acusado tinha sido preso no estado de São Paulo e foi liberado, mesmo tendo mandado de prisão em aberto contra ele. “Acho que a polícia paulista não puxou a ficha dele, não viu que ele era procurado da Justiça e terminou o liberando. Com isso, ele retornou para Alagoas, onde continuou delinquindo”, disse.

Cavalcanti detalhou que no mesmo dia da prisão de “Chiquinho” em Paulo Afonso, foram apreendidos dois aparelhos de telefone celular roubados, os quais ele confessou na delegacia que tomou em assalto. Além disso, conforme o delegado, no povoado São Sebastião, em Delmiro Gouveia, na residência de um homem que seria namorado do acusado, foi apreendido um rifle calibre 38 e munições.

“Além dessa arma, sabemos que ele tinha pelo menos outras quatro e que negociou com moradores do povoado, mas já sabemos com quem estão”, finalizou o delegado. 



Compartilhe