Política

Sobre denúncias de ex-servidoras, Júlio Cezar responde: “São tão vítimas quanto eu”


Fonte: Assessoria

03/09/2020 10h38

A denúncia é que o prefeito teria humilhado ex-servidoras

 

O celular e as redes sociais são poderosas ferramentas de comunicação, mas, ao mesmo tempo, nas mãos de pessoas que desejam praticar uma política barata e baixa, também se transformam em uma verdadeira indústria de notícias e perfis falsos, os famigerados Fake News. Em um ano de eleições, como o que estamos vivendo agora, esta prática se torna mais evidente. É o que Está acontecendo em Palmeira dos Índios. O prefeito Júlio Cezar vem sentindo na pele, sem dó e sem nenhuma piedade, os efeitos dessa indústria, que vai além do “quanto pior melhor”, e entra numa seara de difamação, calúnia, injúria e danos morais.

 

O prefeito disse que não irá responder a Fakes patrocinados por seus adversários políticos. No entanto, ele se defende dizendo que nunca foi preso por roubar dinheiro de merenda e nem por encomendar morte de ninguém, e que a resposta será nas urnas. “Eu e o meu vice, Dr. Márcio Henrique, temos as mãos limpas: não praticamos violência; não pegamos o dinheiro público para uso próprio; não desviamos dinheiro de livros; não somos investigados pela Polícia Federal; e não tiramos a liberdade do povo. Somos cidadãos comuns e ganhamos a confiança dos palmeirenses que estão aprovando as mudanças que estamos fazendo em Palmeira. Isso incomoda a indústria do Fake, que, inconformados, estão tentando de tudo”, disse Júlio.

 

Sobre a acusação de assédio, e que o prefeito teria humilhado e assediado ex-servidoras, Júlio foi sereno e cauteloso. “Quem convive com pessoas que têm depressão deve ajudá-las. Estou com a mente aberta para ouvi-las e oferecer o meu apoio. O que eles estão fazendo com estas duas pessoas (ex-servidoras) que estão passando por um momento difícil de saúde, é uma covardia! Estão se aproveitando da fraqueza emocional de um ser humano. Eles não têm vergonha na cara! A população reprovou todas as matérias deles, e graças a Deus, as vítimas reconheceram a trama e pararam de falar nas redes sociais e me inocentaram. Uma até revelou, nas redes sociais, apoio ao nosso trabalho. Elas são tão vítimas quanto eu!”, finalizou o prefeito Júlio Cezar.



Compartilhe