Política

Deputado propõe criação de Comissão para fiscalizar uso da água do Canal do Sertão


Fonte: Ascom ALE

24/03/2021 09h56

A passagem do Dia Mundial da Água e as questões relativas à escassez hídrica no Estado, a má utilização das águas do Canal do Sertão e a convivência do sertanejo com a estiagem, foram abordados pelo deputado Inácio Loiola (PDT) em pronunciamento durante a sessão ordinária desta terça-feira (23). No discurso, o parlamentar sugeriu a criação de uma Comissão para investigar questões relativas ao trabalho dos carros-pipa, o não funcionamento do Canal do Sertão e a inoperância da Companhia de Saneamento no Estado (Casal).

 Ele destacou que o Canal do Sertão é uma obra que se alonga por 29 anos e que já teria consumido aproximadamente R$ 3 bilhões. “E até agora sem função alguma para o sertanejo alagoano. Mal serve para abastecer carros-pipa", disse Loiola, comparando a obra mais cara do Estado com o projeto de transposição das águas do São Francisco - o qual condena -, que terá uma vazão de 128 metros cúbicos por segundo para atender Estados como Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará.

“O Canal do Sertão, apenas para atender o Sertão e uma parte do Agreste de Alagoas, terá uma vazão de 36 metros cúbicos por segundo, ou seja, aproximadamente 30% do que a transposição está levando para esses estados. Até agora nada de serventia, ao longo desses 29 anos”, compara Inácio Loiola, afirmando ser inadmissível um Estado rico em água como Alagoas, com uma região com todas as condições de ser a mais desenvolvida do Nordeste, abastecer a população sertaneja por meio de carros-pipa. 

Ele prosseguiu dizendo ser inconcebível que as cidades do Sertão de Alagoas tenham o abastecimento de água suspenso, por parte do Governo do Federal e Estadual. “É uma aberração uma cidade como Ouro Branco passar três a quatro meses sem receber uma gota d’agua, assim como todas as cidades do médio e do alto Sertão de Alagoas”, disse. “Diante do clamor e dessa omissão dos governos para com o Nordeste e com Alagoas, peço a criação de uma Comissão para investigar e fiscalizar essas questões de carros-pipa, do não funcionamento do Canal do Sertão e da inoperância da Casal.

 

Para Inácio Loiola, obras como a duplicação de estradas são de grande importância, “mas quero dizer, na condição de deputado estadual e de sertanejo, que a prioridade do Sertão é água. Água é vida”, afirmou o parlamentar.

Água no mundo

No discurso, Loiola apresentou dados preocupantes divulgados pela Organização das Nações Unidas (ONU), dando conta que, atualmente, 2,5 bilhões de pessoas sofrem com a escassez de água no planeta e aproximadamente 500 mil pessoas já morrem por falta ou pelo consumo de água de má qualidade.



Compartilhe