Política

Fiscalização da CGU em 2015 e 2016 ameaça candidatura de Célia Rocha


Carlo Bandeira e Cinara Correa
Fonte: Redação

04/12/2017 11h24

O prefeito de Arapiraca, Rogério Teófilo, confirmou, em entrevista ao JORNAL DE ARAPIRACA, que técnicos da Controladoria Geral da União (CGU) detectaram irregularidades durante a gestão da ex-prefeita Célia Rocha, na administração da cidade. Os profissionais estiveram no município durante a semana passada, quando Teófilo assegurou que tomará todas as medidas legais e administrativas cabíveis para corrigir eventuais distorções e encaminhará o resultado das apurações aos devidos órgãos federais.

O prefeito ainda confirmou que, com todo o empenho da Secretaria de Finanças, conseguiu saldar os atrasos deixados pela ex-prefeita, como o pagamento do décimo terceiro salário de 2016. “Na nossa gestão, não apenas pagamos essas pendências, como agora antecipamos o pagamento do décimo terceiro de 2017, não restando nenhum saldo devedor em relação ao funcionalismo público”, ressaltou.

A fiscalização aconteceu sobre os recursos federais repassados ao município e foi realizada entre abril e julho deste ano, pelos auditores da Controladoria Geral da União(CGU).

Quem apresentou os dados foi o superintendente regional da CGU, José William Gomes da Silva. Segundo ele, em todo o `País mais de 100 municípios foram sorteados, sendo dois em Alagoas, entre eles, Arapiraca.

“Trata-se do quarto Ciclo do Programa de Fiscalização dos Entes Federativos que, no caso de Arapiraca, fiscalizou repasses federais nas áreas de Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Educação; Drenagem e Pavimentação, totalizando um montante de R$ 26.901.573,52 fiscalizados”, afirma o superintendente.

Segundo ele, tais setores foram selecionados com base em critérios de materialidade, criticidade e relevância. ”Os exames foram realizados em estrita observância às normas de fiscalização aplicáveis ao Serviço Público Federal, tendo sido utilizadas técnicas de inspeção física e registros fotográficos, análise documental, realização de entrevistas e aplicação de questionários”, explicou.

A ex-prefeita Célia Rocha e ex-aliada de Teófilo, tem sua candidatura, à Casa Tavares Bastos,  por um fio. A comprovação de irregularidades alcança mais de uma área da Administração municipal, no seu período de administração.

Em outras oportunidades, Célia, declarou-se tranquila quanto a sua administração. Descarta qualquer possibilidade de irregularidades. Acontece que à época, não existia  o atual relatório. Sabia-se apenas que a CGU iniciara a Auditoria, que segundo o superintendente

Regional da CGU, foi resultado de escolha aleatória, através de sorteio. Uma amizade e parceria política, com o atual prefeito Rogério Teófilo, que obteve muito sucesso, tanto administrativamente como eleitoralmente, desde a década de oitenta, hoje, em lados distintos, Célia aguarda a divulgação desse relatório, em silêncio.



Compartilhe