Política

Comitiva de advogados alagoanos denuncia transtornos em voo da LATAM


Fonte: 7 Segundos

04/12/2017 11h19

Advogados devem entrar com ação indenizatória

Uma comitiva de advogados alagoanos deve entrar com ação indenizatória contra a companhia área LATAM Airlines Brasil. O grupo denuncia que uma sucessão de alterações e transtornos envolvendo o voo JJ3266. Marcado para sair de Guarulhos (SP) às 19h05 da noite da quinta-feira (30), o grupo só deve embarcar no voo ao meio-dia dessa sexta-feira, dia 1º, com destino a Maceió.

Os advogados estavam em São Paulo participando da XXII Conferência Nacional de Advocacia Brasileira e depois de quase 12 horas de trabalho deveriam retornar a Maceió, quando foram surpreendidos pelo primeiro atraso no voo, reagendado para às 20h15 de ontem.

O grupode adovogados tratou de comunicar à companhia aérea do cansaço e da necessidade de embarcar no próximo voo, quando foi informado da nova alteração no horário de partida. Cerca de 250 pessoas, entre os advogados da comitiva e outros passageiros do voo JJ3266 aguardam o embarque, agora reagendado para o meio-dia de hoje.

Transtornado, um dos advogados - que preferiu não se identificar - entrou em contato com o 7Segundos para relatar o tratamento dado pela companhia aérea. O grupo de advogados entende que denunciando, a empresa terá mais zelo com outros passageiros. O advogado informou que a comitiva viabilizará uma ação indenizatória contra a LATAM.

Dois integrantes da comitiva conseguiram antecipar o voo e o resto do grupo não sabe se vai embarcar ao meio-dia, em razão da mais um problema envolvendo tripulantes. A LATAM não teria disponível uma equipe de comissários de bordo e comandante para o voo programado. O que pode atrasar o voo em mais algumas horas ou ocasionar em novo cancelamento. A comitiva está com receio de não conseguir embarcar ainda hoje e precisar ficar mais um dia em São Paulo.

“Depois de várias horas de atraso e de mudar de portão em portão, o voo que seria ontem a noite ficou para hoje meio-dia. Tivemos que dormir em São Paulo. A companhia arrumou o um local pra gente ficar e passar a noite, mas são quase 18 horas de espera. Vamos viabilizar uma ação indenizatória contra a LATAM,” (sic) relatou o advogado que emitiu breve nota relatando o ocorrido. Leia trecho:



Compartilhe