Política

Eduardo Tavares deve se desincompatibilizar do cargo para disputar mandato de senador; decisão incomoda caciques de AL


Carlo Bandeira e Roberto Baia
Fonte: Redação

26/02/2018 23h25

Eduardo Tavares, atual prefeito de Traipu, é a mais nova surpresa na pré-campanha eleitoral para o senado federal.

Surpreso com a grande manifestação, em torno do seu nome, para uma possível candidatura ao senado da república, Tavares, admite tal possibilidade, justamente por entender o atual cenário político do país.

Aos  18 anos, Eduardo Tavares, já se elegera vereador por sua cidade, Traipu. Aos 23, passa no concurso para a o Ministério Público de Alagoas, e assume o cargo de promotor público. Esta era a mais autêntica manifestação de sua vocação, a promotoria. Como promotor do júri, foi reconhecidamente implacável na defesa da sociedade.

Logo assume a direção do MP de Alagoas, eleito Promotor Geral de Justiça do Estado de Alagoas. Foi reeleito  com 98 % dos votos, e exerce seu segundo mandato como Procurador Geral do Estado.

À frente do MP-Al, promoveu  os processos da máfia do lixo; presidiu várias operações como a taturana, por exemplo..

Cumpre seu mandato, e enfrenta nova eleição interna para a ouvidoria do MP-Al. Elege-se Ouvidor. Inicia a sua fase de escutar diretamente da população as suas queixas, reivindicações e carências.

Eleito oito vezes presidente da Associação do Ministério Público, chega à vice-presidência da Associação Nacional dos Ministérios Públicos.

Com mãos fortes,  e atitudes que sempre alcançaram a resolução de problemas que encontrou pela frente, Eduardo Tavares, ganha a fama de homem  pacificador, e é convidado para assumir a Secretaria de Defesa Social no governo Teo Vilela.

Em 2013, como Secretário de Segurança Pública (Defesa Social), criou os programas como; Polícias nos bairros, criou a cavalaria, a Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas( ROCAM), a Companhia de Polícia da Caatinga, e os Box da Polícia para atendimento direto à população nos bairros de Maceió. E ainda, em três meses, reduziu a criminalidade ao nível zero.

Foi convidado, pelo então governador Teotonio Vilela Filho, para sucedê-lo no governo do Estado. Mesmo com uma aceitação vertiginosa, não participa do pleito e comunica a sua desistência.

“Naquele momento, não me sentia bem, por não ter dinheiro para realizar tamanha façanha.

A falta de material de campanha, os financiamentos de campanha, as doações, enfim, os rumos da campanha me levaram a não participar daquele pleito, mesmo vendo o meu nome crescer muito, nas pesquisas.

Eu não teria, de fato, o controle das contas. Iria sempre depender de outros fatores que me fugiam do domínio pessoal.

Percebi, então, que eu não teria o controle da campanha, como gostaria; Financiamentos, doações de campanha, nada disso eu teria como acompanhar de perto.

O meu coração partiu de tanta dor. O que me consolou foi a certeza da minha alma de que aquela decisão teria sido a correta para aquele momento. E infelizmente, hoje, todos vemos que foi a mais acertada das minhas decisões, doída, mas foi a decisão por qual optei”, relembrou o prefeito Eduardo. .

 

Promotor Público, licenciado o prefeito Eduardo Tavares continua concentrado em Traipu.

- “Eu estou voltado para  nossa administração, em Traipu. Os problemas que encontrei na Prefeitura se comparam a um atraso de pelo menos 50 anos, no desenvolvimento de políticas públicas que garantissem cidadania plena à população do município. Um município do sertão alagoano, que sofria da falta de administrações sérias, comprometidas com aquela gente que tinha se acostumado a conviver com muito sofrimento no seu dia a adia”.

Acredito em 4 pilares na minha concepção de administração pública, para Alagoas. São elas; Educação, Saúde, Segurança Pública, e a imprescindível ressurreição do nosso Rio São Francisco, que está agonizando. O sertão sem aquele rio, meu Deus, sabemos aonde nos vai levar”, comentou Tavares.

Continua; “Trouxe para Traipu esses pilares para a nossa administração. E, mesmo sem vereadores de situação, aprovamos todo o nosso plano de produção e execução de  políticas públicas das quais dependiam a retomada do desenvolvimento da nossa região”.

Traipu nunca havia pago décimo terceiro a algumas categorias do funcionalismo. No primeiro ano da atual gestão, foi pago o décimo terceiro para todos os funcionários públicos. Houve o rateio para os profissionais da Educação, das sobras do Fundeb. Também nunca havia ocorrido tal partilha com os professores. Capacitamos os profissionais e concedemos aumento. Hoje, temos aulas todos os dias, merenda, que agora é comprada aos produtores e comerciantes do município. Gerando mais renda para todos. Outra conquista foi a volta de alunos que, por falta de vagas, já não estudavam mais em Traipu; todos voltaram, e frequentam as escolas de suas comunidades.

“Outro pilar é a Saúde; a contratação de médicos, que não havia. O pagamento em dia de todos os funcionários; a aquisição de remédios para as farmácias dos Postos de Saúde.

Em parceria com a CASAL, trocamos toda a rede de saneamento da cidade, que ainda era de amianto, e muito antigo. Todo o calçamento trocado. Pra se ter uma ideia, eu mesmo percorri o município, que é um das maiores extensões territoriais de Alagoas, e contei ainda a existência de 1000 casas de taipa, isto,  em pleno 2016. Mas com recursos próprios, começaremos a transformar essa realidade, com a construção de casa de alvenaria para as famílias que ainda estão ao relento, praticamente. Já iniciamos este processo. 

Na segurança, iluminamos toda a cidade. Implantamos uma política de segurança pública, em parceria com as polícias e aquisição de equipamos para os agentes municipais.

Hoje, Traipu é conhecida como a cidade luz. Não há mais assaltos na cidade, excluindo aquela farsa no Banco do Brasil. Traipu é considerada atualmente a cidade mais segura do estado e uma das mais seguras do nordeste. “Fechamos o ano com superávit. Estamos em dia com todos”,  relatou Tavares.

O nome do prefeito Eduardo Tavares surgiu espontaneamente em alguma enquetes feitas por alguns sites, e aparecendo com alto índice de aprovação. Seus admiradores o empurram para uma disputa ao senado, por conta das adesões que estão acontecendo todos os dias.

Eduardo Tavares confessa que ficou surpreso com a lembrança do meu nome para esta disputa, pois, não está em campanha.

Continua Tavares; “tenho mentregado de corpo e alma pela recuperação do município de Traipu. Mas tudo é possível. Tudo passa por uma análise criteriosa da atual situação.

Não tive problemas na minha campanha a prefeito, porque estava tudo sobe o meu controle. Se eventualmente esta situação de pré-candidatura persistir, vamos levar em conta os apoios e o desejo da população. A única certeza é a minha saída do PSDB, para uma eventual pré-candidatura. Tenho grandes amigos no Partido, porém, pretendo me alinhar mais com as minhas convicções, e me sentir mais a vontade dentro da política partidária. Já recebi vários convites, mas devo me instalar em um partido com menos evidência nessas operações como a Lava Jato, por exemplo”.

Eduardo também afirma; “A nossa justiça está mutilada por interesses escusos, particulares, sem a observância do bem comum. Uma justiça para todos é a justiça que emprego, defendo e luto sem medir esforços.

A paz social jamais será alcançada sem uma justiça digna, uma justiça que promova acessibilidade a uma cidadania plena.

Não havia pensado nessa possibilidade de concorrer a algum cargo na eleição deste ano. Tudo porque, com a minha possível saída da Prefeitura, tenho certeza que o compromisso com Taipu continuará, pois escolhi para ser o meu vice-prefeito um grande homem, um amigo o qual confio plenamente, Silvino Cavalcante, que tem o mesmo compromisso com a nossa cidade, e ainda, eu não deixaria de atender às necessidades do nosso município”.

Eduardo Tavares deixou claro que não pretendia se lançar candidato para esta eleição, porém, não descarta a possibilidade de vir a disputar uma vaga para o senado federal, ante as inúmeras indicações do seu nome para o pleito.

“Sou amigo de muitos postulantes ao cargo, porém sou um homem livre.

Meu único compromisso é com o Serviço Público. É com uma cidadania plena para todos”, finalizou o empolgado Eduardo Tavares.



Compartilhe