Política

Governo estuda hipótese de construção de hospital regional em Arapiraca


Fonte: Ja é Notícia

05/04/2018 12h53

O governador Renan Filho concedeu entrevista coletiva, na manhã desta quinta-feira (05), durante o Governo Presente, para falar sobre os projetos voltados ao desenvolvimento da região Agreste. Na oportunidade, Renan Filho disse que o estado já está na fase final do projeto do Hospital do Câncer de Arapiraca, mas que ainda é necessário fazer a adequação das áreas do hospital ao seu formato, para então promover a licitação.

“A ideia é que até o final do ano tenhamos condição de assinar a ordem de serviço para o Hospital do Câncer. Falando de hospital, além da UE do Agreste, nós vamos também colaborar com o funcionamento do Hospital Regional de Arapiraca”, comentou.

Renan Filho também garantiu que já há hipótese de construção de um hospital regional em Arapiraca, dentro das novas tendências da Saúde. 

“O vice-governador Luciano Barbosa, através do doutor Geraldo Magela, promoveu comigo uma reunião onde eles apresentaram alguns pleitos e eu encaminhei ao secretário Christian Teixeira e à Secretaria de Saúde, porque nós estamos estudando a hipótese de construir um hospital regional em Arapiraca, dentro das novas tendências, para, em parceria com a instituição que administra o hospital regional, administrar um equipamento dentro das novas tendências da Saúde Pública”, ratificou.

O governador afirmou que Hospital Regional é importante para o bom funcionamento da Unidade de Emergência do Agreste, uma vez que descentraliza os atendimentos de menor gravidade.


Base do gasoduto em Arapiraca
Ainda durante o evento, foi anunciada a inauguração da base do gasoduto de Arapiraca, com a abertura da válvula. Até então, o gás que abastece a região vinha direto de Maceió e agora passará por uma unidade na Capital do Agreste, antes de ser enviado aos arapiraquenses. 

De acordo com Arnóbio Cavalcanti, presidente da Algás, estão sendo trazidos para a região cerca de 340m³ mil por dia, o que representa 70% do que é usado no Estado de Sergipe. Para ele, as inovações de energia vão facilitar a vida dos agrestinos, com o oferecimento de gás no valor de R$ 40,00 por residência.

“É importante até colocar que a gente está trazendo não somente gás, mas energia e conforto. A gente viu, por exemplo, os apagões que têm acontecido há pouco mais de uma semana. Os estabelecimentos que tinham o gás funcionaram normalmente. Eu tenho o uso múltiplo do gás, que é um energético competitivo antenado com as novas tendências do mundo, que é uma energia limpa”, comentou.



Compartilhe