Política

Vereadores de Arapiraca discutem reivindicações de agentes de Saúde


Fonte: Ja é Notícia

06/06/2018 10h48

Os vereadores de Arapiraca aprovaram o Voto de Aplauso proposto pela vereadora Aurélia Fernandes (PSB), ao prefeito Rogério Teófilo e aos trabalhadores do SUS, da secretaria municipal de Saúde e Maternidades de Arapiraca, Hospital Regional e Casa de Saúde Nossa Senhora de Fátima, pela menor taxa de mortalidade infantil da história de Arapiraca, registrado em 2017, com o número de 10,38 para cada mil crianças. As discussões aconteceram durante sessão ordinária, na noite dessa terça-feira, 5, no auditório do Centro de Referência Integrado de Arapiraca (Cria), localizado no bairro Santa Edwiges, sob a presidência da vereadora Professora Graça (PDT).

De acordo com Aurélia Fernandes, apesar de todas as críticas ao gestor durante 2017, o governo municipal está “dando certo” em suas ações e a prova disso foi essa redução que coloca Arapiraca em patamares importantes no Ministério da Saúde.

Vereadora Aurélia Fernandes fala do baixo índice de mortalidade infantil em Arapiraca


Iluminação da AL-220

Durante a sessão, o vereador Melquisedec de Oliveira (PRB) cobrou do governo do estado, uma ação urgente com relação à escuridão na AL-220, onde, mesmo com a reposição das lâmpadas por parte da administração municipal, há um sério problema de energia, o que coloca em risco a vida das pessoas que trafegam nesta estrada. 

Ele chegou a afirmar, que antes, a cobrança da imprensa nas rádios, sites e nas redes sociais, era diária e hoje, acha estranho o fato, de que a própria imprensa tenha se calado a tudo isso e pediu a máxima urgência na resolução do problema, onde até mortes já houve naquele local por falta de uma iluminação pública.

O parlamentar que também destacou a importância da imprensa na divulgação dos fatos foi Moisés Machado (PDT). Para ele, esses veículos representam o Quarto Poder e têm o papel de divulgar o que acontece de bom e de ruim, e que tais fatos devem ser apurados e levados ao conhecimento da sociedade de maneira verdadeira.

Indicativo de greve de agentes de saúde

Moisés também falou que os agentes de Saúde e Endemias foram recebidos pelo secretário de Administração da prefeitura de Arapiraca, Lenine Pereira, e apresentaram suas reivindicações - que contam com questões de fardamento, caneta, bolsas e outros materiais inerentes à profissão - não foram atendidas. Outra rodada de negociações será realizada em uma próxima reunião, marcada para o dia 14.

Ao encerrar os trabalhos, a presidente professora Graça convidou o público e vereadores para participarem na próxima quinta-feira, 7, de uma Tribuna Livre, onde será discutido o Projeto de Lei que trata da inclusão da Língua Brasileira de Sinais (Libras), no currículo das escolas municipais de Arapiraca. O projeto é de autoria do vereador Marcos Caetano (PTC) e tramita nas Comissões Permanentes da Casa.



Compartilhe