Política

Eduardo Tavares não vai ser mais candidato à Câmara Federal


Eduardo Tavares
Fonte: Redação

05/08/2018 20h13

 

Ao povo de Alagoas
Minha gente, durante a maior parte da minha vida  dediquei-me às boas causas! Em todos os cargos que eu assumi,  desenvolvi, com entusiasmo,  grande apego à  defesa da vida em todas as suas formas e manifestações, à defesa  dos menos favorecidos, à defesa do homem do campo, à defesa  da natureza, enfim.
Uma das minhas maiores preocupações, durante  a minha existência, tem sido a recuperação e a preservação do Rio São Francisco, o meu "Velho Chico", grande paixão.
Adotei essa postura de vida  no campo acadêmico, como Professor de Direito e como Diretor da Faculdade de Direito de Maceió durante mais de 15 anos! Do mesmo modo atuei  no Ministério Público de Alagoas, seja como Presidente da AMPAL, por inúmeras  vezes, seja como Promotor de Justiça no interior e na Capital, seja no Tribunal do Juri,  seja como Procurador  de Justiça, seja como Ouvidor Geral do MP ou como Diretor da Escola Superior do Ministério Público, seja, finalnente, como Procurador-Geral de Justiça em dois mandatos! 
O Interesse público sempre esteve à minha frente.
A mesma conduta  eu adotei como Secretário de Estado da Defesa Social  e, por último, como prefeito de minha cidade natal.
Tenho a satisfação de dizer que jamais transigi diante da defesa das boas causas e dos direitos do homem e do cidadão.
Em abril último, renunciei ao cargo de prefeito para postular uma cadeira na Câmara Federal, com o intuito claro de defender três importantes   bandeiras: O Ministério Público - a maior e mais bem qualificada instituição brasileira-  um novo pacto federativo que proporcionasse substancial melhoria na  qualidade de vida dos mais necessitados, sobretudo das pessoas do interior, pugnando por uma  educação acessivel a todos, e de qualidade, além de uma correta distribuição de justiça social, e a defesa do São Francisco, como me referi acima.
Ingressei em uma sigla partidária  que nos garantiu um quadro de candidatos  a deputado federal sem fichas-sujas e sem pessoas já detentoras de mandato.
Ao fim, e ao cabo, verifiquei ocorrer justamente o contrário! Sem querer me referir a quem quer que seja, ficou incômodo,  para mim, participar de palanque ao lado  de pessoas, cuja conduta e modo de vida  não condizem com a minha visão de mundo, de sociedade, da política e do ser humano. Só  existiam dois caminhos a seguir: andar ao lado do engodo, da mentira, da falácia e do obscurantismo ou voltar para o Ministério  Público e reassumir a minha função de 1° Procurador de Justiça Criminal de Alagoas, onde continuarei servindo à comunidade. Escolhi está última! 
A desistência ou mesmo as renúncias não me diminuem. Pelo contrário, me engrandecem, pois sempre demonstrei NÃO TER  afeição ao poder pelo poder! Tudo é tão efêmero!
 Renunciei ao cargo de Secretário de Estado da Defesa Social para ser lançado como candidato ao governo de Alagoas! Renunciei a uma competitiva candidatura ao Governo do Estado, em 2014 (por me sentir ferido em alguns princípios) e  renunciei à prefeitura de meu torrão natal em nome de um projeto público e social maior!
lancei-me candidato à Câmara Federal.
Não deu certo, infelizmente.
Nesta quadra da minha vida, convivi ao lado de  homens e mulheres de grande valor, durante a pré-campanha, como Emannuel Fortes, Jeferson Morais, Jarbas Omena, Regis Cavalcante, Pastor João Carlos, Silvana Barbosa, Chico do Poder do Voto, Doge do Queijo, João Lucas, dentre outros. Dias atrás já havia anunciado que não seria candidato em condição que me deixasse desconfortável. Hoje eu anuncio formalmente que NÃO SEREI CANDIDATO a nenhum cargo eletivo. O faria, caso já existisse a possibilidade de candidatura sem partido (avulsa).
Agradeço aos meus amigos do MP, que sempre me foram  solidários. Agradeço aos meus conterrâneos, pelo irrestrito apoio! Agradeço aos amigos de cada município deste maravilhoso Estado de Alagoas, agradeço aos inúmeros amigos da Capital, de todas as classes e de todos os credos, agradeço aos meus fiéis e solidários amigos do dia-a-dia, como o Coronel Pinheiro,  Aparecida, Evangelina, Lucineide, Iracema e outros que - mais distantes- faziam um trabalho incessante em prol de uma possível candidatura ao Congresso Nacional. Agradeço, de maneira enfática, a dois grandes irmãos: o prefeito Silvino Cavalcante e Genivaldo Rosa.
Durante esse tempo à frente da prefeitura, gente, proferi inúmeras palestras em clubes de serviço como o ROTARY, em escolas, em museus, para prefeitos, para estudantes, enfim, para a sociedade! Isso aconteceu em Arapiraca, em Palmeira dos Índios, em Água Branca, em Penedo, em Porto da Folha, Aracajú/SE, Recife/ PE em Mossoró/RN, em Maceió, e em  outras cidades. Os assuntos  giravam sempre em torno de temas como: a "Lei de Responsabilidade Fiscal", a "Ética no Serviço Público", o "Rio São Francisco" e a "Saga do Sertanejo". Foram dias profícuos de aprendizado e de construção de bons relacionamentos!  Espero que mudemos o curso da nossa história fazendo escolhas acertadas nas eleições vindouras. Sou um otimista e, portanto, um homem inquieto e, ainda, pronto para debater o bom debate, para combater o bom combate  e para lutar, defendendo as minhas convicções. Um abraço carinhoso em todos! Sejam felizes.
Eduardo Tavares


Compartilhe