Política

EM ARAPIRACA, Velhos caciques e novos políticos duelam pelo poder em jogo de vida ou morte


Cinara Correa
Fonte: Redação

05/10/2018 09h49

Segundo colégio eleitoral de Alagoas, com 141.264 eleitores, Arapiraca será palco de uma disputa acirrada no pleito eleitoral deste fim de semana. O município mais importante do interior de Alagoas tem 11 candidatos a deputado. Destes, nove disputam uma vaga na Assembleia Legislativa.

E tem o candidato a senador que, pelas pesquisas, deve ser o campeão de votos no Estado, na corrida pelo Senado: Rodrigo Cunha, filho da ex deputada federal e assassinada, Ceci Cunha.

Atualmente, Arapiraca tem três deputados estaduais (Ricardo Nezinho, Severino Pessoa e Tarcizo Freire) e nenhum deputado federal. A ex-prefeita Célia Rocha é um dos nomes que disputa uma das 27 vagas à Assembleia. Severino Pessoa (PRB) atual deputado, busca uma vaga na Câmara Federal, em Brasília. O parlamentar quer manter o espaço na Assembleia Legislativa e está indicando o filho Randerson Pessoa (PRB), como candidato a deputado estadual.

Dorge do Queijo (PRTB) será candidato a deputado federal. Em 2014, o ex-vereador também entrou nesta disputa e já somou 7188 votos em eleiçõres passadas.. Dorge foi vereador por Arapiraca. Em 2016, não obteve êxito na reeleição.

A disputa mais acirrada será mesmo para a Assembleia Legislativa, e um dos destaque é o jovem Breno Albuquerque (PRTB), filho de Dudu Albuquerque. Também é candidato Renderson Pessoa filho de Severino Pessoa.

O candidato a senador, Rodrigo Cunha, arrastou centenas de pessoas, sábado, 29, pelas ruas de Arapiraca, em mais uma atividade de campanha. “Farei tudo o que puder o que estiver em meu alcance, para refazer a história política desse Estado”, disse o candidato, afirmando que não tem medo de enfrentar o que for para defender a ética na política e devolver aos alagoanos uma representação política no Senado que “orgulhe a todos”.

Segundo Rodrigo, quando ele decidiu entrar na política, muitos amigos o aconselharam do contrário.  Disseram-me que em para eu ficar distante, mas acho que devo estar na política, ser político, para mostrar que em Alagoas e em qualquer lugar desse país, é possível se fazer política com honestidade, com transparência, trabalho e compromisso com o povo”, destacou o candidato. O senador Benedito de Lira (PP) nao está bsm nas pesuisss, como também Célia Rocha * (PTB), ambos muito mal cotados nas recentes pesquisas de intenção de votos realizadas nos últims dias,



Compartilhe