Política

Voluntárias produzem seios artesanais


Fonte: Tribuna Independente / Davi Salsa

02/11/2018 12h09

Sensibilizada com a autoestima em baixa das mulheres que perderam o seio, por conta do câncer de mama, a cirurgiã-dentista Valderez Lúcia está criando, em Arapiraca, um grupo de voluntárias para a produção de seios artesanais de pano.

A proposta de Valderez Lúcia, que é servidora pública e trabalha em uma unidade básica de saúde, no bairro Batingas, na periferia da cidade, é distribuir gratuitamente as próteses de tecido a mulheres que não possuem recursos financeiros para comprar as próteses de silicone.

“As pacientes que atendo na unidade de saúde sempre relatam casos de familiares e amigas que convivem com esse tipo de problema. Como também sou artesã desde os 12 anos de idade, e tenho um ateliê em minha residência, decidi confeccionar, com o apoio da minha irmã Walkiria, as prósteses de tecido e enchimento com acrilon”, relata.

Valderez Lúcia explica que as mamas são confortáveis e feitas de vários tamanhos. A primeira oficina para formação das multiplicadoras ocorreu no início desta semana, na unidade de saúde do bairro Batingas.

“Já produzimos 60 maminhas e a nossa proposta é estender essa ideia e ampliar o número de voluntárias que abracem esse projeto. Não cobro nada e minha maior gratificação é ver a satisfação no rosto das mulheres”, observa a cirurgiã-dentista.

Para atrair mais voluntárias, Valderez Lúcia está divulgando as ações do projeto em sua nas redes sociais e em seus Instagram @valderezlucia.



Compartilhe