Política

Câmara pede que prefeito de Arapiraca decrete emergência na saúde pública


Fernando Vinicius e Assessoria
Fonte: Redação

25/05/2019 00h02

O aumento dos casos de dengue, zika e chikungunya em Arapiraca gerou solicitação dos vereadores para que o prefeito Rogério Teófilo decrete situação de emergência no âmbito da saúde pública municipal.

O requerimento de autoria da vereadora Aurélia Fernandes foi apresentado durante a sessão realizada na terça-feira, 21, e aprovado por unanimidade. Ao justificar sua proposta, Aurélia Fernandes disse que a situação está se tornando cada dia mais preocupante, sugerindo que os centros de saúde mantidos pela prefeitura funcionem durante os finais de semana para poder atender o aumento da demanda.
Durante o debate do requerimento, o vereador Rogério Nezinho informou que, somente no mês de maio, mais de 1.500 casos de dengue foram registrados em Arapiraca, conforme divulgado pela assessoria da Câmara. O número já é maior do que o total registrado no ano passado, quando foram notificados menos de mil casos.
Acesso aos imóveis fechados
Outro ponto favorável à proposta da vereadora e ex-secretária municipal de saúde é que o decreto de emergência ampara o acesso dos agentes de combate às endemias em imóveis fechados. Casas sem morador são focos de proliferação do mosquito Aedes aegypti, situação que só prejudica vizinhos.  O vereador Edvanio do Zé Baixinho também se pronunciou, afirmando que o trabalho de prevenção em Arapiraca poderia ter iniciado em janeiro. Fábio Henrique sugeriu que a administração municipal faça uma parceria com o Tiro de Guerra para combater o mosquito transmissor da dengue.
Mutirão contra o mosquito
Por conta da gravidade do problema, a Prefeitura de Arapiraca iniciou um trabalho de mutirão, começando pelas comunidades mais afetadas. De acordo com o secretário municipal de saúde, Glifson Magalhães, o objetivo é acabar com o ciclo de vida do mosquito.
“Arapiraca está atuando em diversas frentes, realizando ações de conscientização, eliminação de focos, atendimento de denúncias de possíveis criadouros, além das estratégias de formação de multiplicadores com orientação em escolas, entidades e empresas. Até a primeira quinzena de maio, já realizamos mais de 30 mutirões”, informa Magalhães por meio da assessoria da pasta.
Ainda segundo a notícia publicada no portal da Prefeitura de Arapiraca, a programação dos mutirões vai atender as seguintes localidades até o final do mês: 22 de Maio/Carrasco; 23 de Maio/Jardim Esperança; 24 de Maio/Canafístula; 28 de Maio/Cangandu; 29 de Maio/Brisa do Lago; 30 de Maio/Cacimbas e Manoel Teles
Pronto Atendimento
Apesar do aumento no número de casos, felizmente nenhuma morte foi registrada no Município, ressalta a gestão de Rogério Teófilo que ampliou os serviços de assistência e de emergência nas unidades de saúde para auxiliar no atendimento à população.

 



Compartilhe