Política

EMPRESÁRIO EVERTON SANTIAGO ENTRA NA CORRIDA PELA PREFEITURA


Fernando Vinicius
Fonte: Redação

23/01/2020 11h04

O empresário Everton Santiago Maia cogita participar, como candidato, nas próximas eleições municipais. Após ter seu nome divulgado como possível postulante ao cargo de prefeito de Arapiraca em blogs que abordam a política local e alagoana, o empreendedor foi surpreendido com a repercussão positiva e já admite a possibilidade, desde que tenha o apoio do empresariado arapiraquense e de grupo político consistente, conforme revelou ao Jornal de Arapiraca.

“Eu só vou se for com esse povo porque é uma forma nova de gestão. Antigamente, o empresário participava mais, mas acabou se afastando porque as coisas mudaram muito, era gostoso fazer política, todo mundo se envolvia e participava, mas agora as pessoas se isolaram”, declarou sobre a condição primeira que apresenta para entrar na disputa, referindo-se especificamente ao ingresso dos comerciantes na empreitada.
“Eu sou muito pé no chão, não me iludo com certas coisas, até porque política é coisa séria e nem é projeto de uma pessoa só, é projeto de grupo. Alguém vai comprar essa ideia?”, questiona Santiago, frisando que não chegou a conversar com o prefeito Rogério Teófilo e nem foi procurado por ele.
Repercussão positiva
“Andaram publicando algumas coisas aí e a gente sabe que, às vezes, postam um negócio desses pra queimar ou ver o que vai dar, só que causou uma repercussão positiva”, diz o empresário que não está filiado a nenhum partido político, mas já esteve no PMDB e no PSDB, participando inclusive da primeira campanha do ex-prefeito de Arapiraca, Luciano Barbosa, com seu nome na chapa.
“Me chamaram pra ser vice, mas houve um problema de dupla filiação e depois de todo o processo, o cartório me deu uma declaração dizendo que eu tinha uma só filiação”, conta Santiago sobre o episódio que o tirou do processo, situação que avalia ter sido melhor para sua trajetória na cidade onde chegou ainda adolescente, em 1971.
Natural de Catolé do Rocha, sertão paraibano, Everton Santiago Maia tinha 14 anos quando Severino Maia da Costa, pai do empresário, decidiu fixar residência em Arapiraca. Gerente aposentado da SANBRA, empresa exportadora de algodão do Nordeste, ‘seu’ Maia – como era conhecido – percebeu que a localização geográfica da Terra de Manoel André era o lugar certo para o futuro de sua família.
Além de estudar, Santiago já mostrava disposição para o trabalho. Começou ajudando um distribuidor de revistas famosas da época (Fatos e Fotos, Cruzeiro), no descarte das publicações ‘encalhadas’.
“O que não era sido vendido, eu recortava o cabeçalho pra ele devolver pras empresas e eu vendia o material que sobrava por quilo”, conta sobre a atividade que durou cerca de seis meses. A segunda experiência consistia em fotografar pessoas para imagens de monóculos, registros feitos com máquina Olympus que guarda até hoje, presente do pai no serviço que também tinha a participação de um dos cinco irmãos do entrevistado. “A gente ganhava muito dinheiro, principalmente na zona rural”.
De office-boy a gerente
Em seguida, veio o primeiro emprego formal: office-boy da agência do banco Real (incorporado atualmente ao Santander). Ao tempo em que aprendia Contabilidade no curso técnico oferecido no Colégio Bom Conselho, Santiago crescia no trabalho. “Eu tive uma ascensão muita rápida no banco, passei a ser escriturário e, com o tempo, fui convidado para trabalhar em Aracaju, assumindo a contabilidade da agência de lá”, revela sobre o convite que recebeu aos 21 anos de vida.
A permanência na capital sergipana foi curta. Longe da família, passava um final de semana em casa quando o conhecido empresário Zé Pedro da Aravel o convidou para trabalhar com ele. Por conta de um acidente com o gerente da empresa, Ewerton Santiago foi chamado para assumir a administração da concessionária de veículos. Era a oportunidade de voltar para perto dos familiares, e ganhando melhor.
Casado com Susemilda Santiago em 1979, ele seguiu a orientação do sogro para comprar um imóvel no centro comercial de Arapiraca, um depósito de ração localizado na Rua Fernandes Lima que estava fechado, ponto para a instalação do primeiro negócio do casal referência em empreendedorismo e filantropia.
Pioneirismo
“Eu fui falar com Zé Pedro que ia colocar uma farmácia, mas a minha esposa era quem ia tomar conta. Ele, com aquele jeito de falar, disse: ou você toma conta do que é seu ou cuida do que é meu”, recorda sobre a sentença que o levou a vender casa e carro para morar, já com o primeiro filho, nos fundos da empresa que seria pioneira, em Alagoas, em atendimento 24 horas e entrega em domicílio.
Do início dos anos 80 aos dias de hoje, Everton Santiago tornou-se empresário bem sucedido, com farmácias e clínica médica. Somadas, as empresas geram 130 empregos diretos.
É com esta capacidade, lapidada na iniciativa privada e na convivência com diferentes setores produtivos, inclusive da zona rural, que ele se coloca para administrar o município. Santiago aponta como referência cidades do interior do São Paulo onde “grandes empresas estão dentro das prefeituras, não para fazer política, mas para ajudar na gestão e nos projetos”.
Além do empresariado, Everton Santiago acrescenta a necessidade de inclusão das universidades na administração pública. Considerando que Arapiraca é polo em ensino superior, público e privado, e cidade onde investimentos privados de grande porte se instalam, as condições para um novo de modo de fomentar o desenvolvimento estão à disposição do povo arapiraquense.

 



Compartilhe