Saúde

Hospital Regional de Arapiraca é o primeiro do país em cirurgias de face


Fonte: Assessoria

05/04/2018 09h30

Referência para o Brasil. Assim o Ministério da Saúde vem considerando o Hospital Regional Nossa Senhora do Bom Conselho, em Arapiraca, após a divulgação de que a unidade foi a primeira do país em realização de cirurgias de face pelo SUS em 2017. 

De acordo com os dados levantados foram 538 procedimentos, entre janeiro e dezembro do ano passado. São 140 a mais que o segundo colocado, o Hospital de Urgência de Teresina. O HR é o único de Alagoas que figura na lista.

Desde que foi inaugurado o serviço, em 2014, já foram mais de 2.500 cirurgias, com mais 9.000 consultas. Esses números garantiram ao Hospital Regional um número recorde em atendimentos no Estado e até mesmo na Região Nordeste.

O levantamento também mostrou que com as cirurgias de face feitas pelo Hospital Regional, Arapiraca ficou na 11ª posição entre todas as cidades do país – sendo a segunda do interior - e Alagoas,  a sétima entre os estados.

Este é o segundo ano consecutivo que o HR aparece entre os 10 hospitais que mais realizaram cirurgias da face pelo SUS. Os procedimentos vão desde cirurgias de traumas na face, retirada de tumores, até correções faciais de pacientes com deformidades, fissurados e com necessidades especiais. 

"Antes, esses pacientes não tinham opção fora do pagamento particular ou da judicialização. Agora, não existe fila de espera para as cirurgias e todos tem atendimento de qualidade e humanizado”, explicou o odontólogo especialista em cirurgias buco-maxilo, doutor Ricardo Wathson, coordenador da Unidade de Face do Hospital Regional.

O serviço, que já atendeu pacientes de 92 dos 102 municípios alagoanos, é custeado pelo Programa de Fortalecimento, Melhoria da Qualidade e Garantia de acesso a diversas especialidades da rede de assistência hospitalar de Alagoas – o Prohosp/Especialidades, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). 

“A excelência do atendimento fez com que em Arapiraca seja possível realizar qualquer tipo de procedimento da área pelo SUS”, comentou Ricardo Wathson.

O provedor do Hospital Regional, Geraldo Magela, parabenizou a equipe Unidade de Face do Hospital Regional e ressaltou a importância do serviço para as pessoas que não tinham condições de pagar o procedimento. 

“Esse reconhecimento do trabalho feito para reconstrução de faces é importantíssimo e nos deixa muito felizes. É um momento de comemorar esses dados e de continuar fazendo o nosso papel, que é oferecer o melhor atendimento aos pacientes”, disse Magela.



Compartilhe