Saúde

Hospital Regional recebe certificado por redução de mortes por infarto do miocárdio


Assessoria
Fonte: Assessoria

30/04/2018 11h11

O Hospital Regional de Arapiraca recebeu um importante certificado pelo trabalho desenvolvido na redução de mortes por infarto agudo do miocárdio no Sistema Único de Saúde (SUS). 
A premiação aconteceu durante o 3º Workshop Latin Alagoas, realizado em Maceió, numa solenidade comemorativa do Programa Latin América Telemedicina Infartct Network, executado no Hospital Geral do Estado  e gerido pela Fundação Cordial.
O evento contou com a presença do gerente médico do Hospital Regional, Adailton Leão; do secretário de Saúde do Estado, Christian Teixeir; do vice-governador Luciano Barbosa; e do coordenador do Latin Alagoas, Ricardo Cesar Cavalcante, que também é diretor-presidente do Hospital do Coração; além de diversas autoridades e profissionais da área médica. 
A placa de reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo HR foi recebida por Adailton Leão e por uma equipe de profissionais da instituição – a supervisora técnica, Andreia Costa; a supervisora de enfermagem, Marcella Oliveira; e as enfermeiras do Pronto Atendimento, Klebia dos Santos e Mariângela Abreu. 
“Estamos muito orgulhosos por mais esta conquista, que representa o trabalho comprometido e responsável de toda a nossa equipe”, comentou o provedor do hospital, Geraldo Magela. 
O programa Latin foi instalado em junho do ano passado no Hospital Regional e tem como prioridade agilizar o atendimento para os pacientes com suspeita de infarto da 2ª Macro Região, que inclui cerca de 50 municípios do Agreste. De 2014 até hoje, o número de óbitos caiu em Alagoas de 19% para 4,5%. 
Na prática, um aparelho foi instalado no Regional, possibilitando que ao atender os pacientes todas as informações sejam repassadas, instantaneamente, também para a equipe do Hospital do Coração. 
"Dessa forma foi possível avaliar os procedimentos adequados, os casos de urgência e agilizar a transferência para o HGE, caso houvesse necessidade", informou Adailton Leão.
A parceria, além da instalação do eletrocardiograma com sistema de comunicação com o HCOR, prevê a disponibilidade de leitos na capital para os casos de infarte diagnosticados  pelo HR. 
"O Hospital Regional é porta de entrada para os casos de suspeita de infarto de nossa região. A chegada de mais uma ferramenta de atendimento, com a possibilidade real de vagas para os pacientes com esse diagnóstico foi um avanço muito importante", comentou o diretor Ulisses Pereira.



Compartilhe