Saúde

HE do Agreste capacita servidores para qualificar atendimento a deficientes auditivos


Fonte: Assessoria

28/11/2019 10h26

Quando chega a uma unidade de saúde, o familiar ou paciente com deficiência auditiva enfrenta dificuldades na comunicação.

O problema começa na recepção até o atendimento médico.

Para facilitar essa interação entre os profissionais de saúde e pacientes ou familiares com problemas auditivos, o Hospital de Emergência Daniel Houly, em Arapiraca, iniciou nesta quarta-feira (27), em Arapiraca, o Curso Básico de Libras.

A qualificação profissional em saúde é uma iniciativa do Núcleo de Educação Permanente (NEP) e conta com o apoio da gerência geral do HE do Agreste, que tem à frente a médica Regiluce Santos.

A primeira turma com 40 alunos faz parte do projeto Libras e Saúde e, também, das políticas de humanização no atendimento  no maior hospital público do interior de Alagoas, vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

O curso terá 60 horas/aula e ocorrerá sempre às segundas e quartas-feiras. As aulas se estenderão até o dia seis de janeiro de 2020, segundo revela o coordenador do Núcleo de Educação Permanente (NEP), enfermeiro Jean Marinho.

Servidora há 14 anos no HE do Agreste, a assistente administrativo Roseli Rocha Barros pela primeira vez participa de um curso de capacitação em linguagem de sinais.

"É muito importante esse treinamento porque, às vezes, nos deparamos com usuários com problemas auditivos e precisamos estar preparados para a comunicação eficiente e um atendimento qualificado ", declarou a servidora.

As aulas estarão a cargo da responsável técnica do NEP, Marta Santana, e pelo professor convidado Edson Lima.

A proposta do curso é possibilitar maior facilidade de comunicação, para que o atendimento fique ainda mais humanizado, possibilitando aumentar cada vez mais a qualidade do tratamento de pessoas com dificuldades auditivas no HE do Agreste.



Compartilhe