Nacional

Google remove canal bolsonarista Terça Livre do YouTube por propagar fake news



16/07/2021 08h22

Google removeu do YouTube o canal bolsonarista “Terça Livre“, após uma decisão da Justiça favorável à empresa. A conta pertence a Allan dos Santos, investigado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) em um inquérito que apura a propagação de fake news. As informações são do G1.

Esta não é a primeira vez que o “Terça Livre” é retirado do ar. Em fevereiro deste ano, ele foi desativado por violar as diretrizes da plataforma, mas acabou sendo reativado após uma liminar. Dessa vez, a juíza Ana Carolina de Almeida, da 8ª Vara Cível da Comarca de São Paulo, julgou o pedido de reativação do canal improcedente, e deu ao Google o direito de remoção.

“A ação da ré em encerrar o canal do requerente não é ato ilícito, tampouco, atentado contra o direito à liberdade de expressão do autor. Trata-se, na realidade, de exercício de pleno direito. Como já supra exposto, pode a ré impor balizas ao comportamento dos usuários de suas plataformas”, disse a juíza.

A assessoria de imprensa do YouTube disse ao G1 que, após a eleição do presidente dos EUA, Joe Biden, o canal publicou um vídeo em que contestava o resultado das urnas. O vídeo foi desativado por violar a política “de integridade das eleições presidenciais”. Após a remoção, o Terça Livre criou um novo canal para republicá-lo. Como penalidade, os dois canais foram desativados da plataforma.

 

Fonte: Istoé



Compartilhe