Nacional

Bolsonaro libera mais de R$ 10 mi para municípios de AL afetados pelas chuvas



01/06/2022 20h39

O Governo Federal autorizou, nesta quarta-feira (1), o repasse de quase R$ 10,5 milhões para cidades de Alagoas afetadas pelas fortes chuvas. Serão destinados R$ 3,1 milhões para o município de Penedo, R$ 212 mil para Roteiro, R$ 1,94 milhão para Marechal Deodoro, R$ 2,17 milhões para São Miguel dos Campos, R$ 1,58 milhão para Coruípe e R$ 1,44 milhão para Rio Largo.

Desde o início das ocorrências de fortes chuvas, o senador Collor e o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, acompanham a situação, o que permitiu, com determinação do presidente Bolsonaro, o envio de equipes da Defesa Civil Nacional para acompanhar a situação de perto. O ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, esteve no estado e sobrevoou algumas cidades.

Os recursos federais serão usados na compra de cestas básicas, colchões, kits de limpeza, dormitório e higiene pessoal, galões de água e combustível.

O MDR informou ainda que Jequiá da Praia, Santa Luzia do Norte, Feliz Deserto, Maceió, Passo de Camaragibe, Barra de São Miguel, Marechal Deodoro, Coité do Nóia e Traipu já enviaram pedidos de recurso e estão em análise pela Defesa Civil Nacional. Os recursos devem ser liberados nos próximos dias.

Além disso, o MDR também reconheceu a situação de emergência nas cidades de Jequiá da Praia, Coqueiro Seco e Lagoa da Canoa. Todas as cidades foram atingidas pelas fortes chuvas dos últimos dias. Agora, 16 cidades do estado estão com situação de emergência vigente.

Desde as primeiras ocorrências no estado, uma equipe técnica do Grupo de Apoio a Desastres (Gade) da Defesa Civil Nacional está instalada na capital alagoana para ajudar os municípios afetados.

Na última sexta-feira (27), o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, esteve em Alagoas e sobrevoou algumas cidades atingidas pelo desastre. Em seguida, ele participou de uma coletiva de imprensa, em Maceió, onde destacou a importância das medidas de autoproteção. “Elas precisam ser mantidas pela população. É importante que as pessoas fiquem atentas aos alertas emitidos pelas defesas civis estaduais e municipais para evitarmos maiores tragédias."

O ministro também reforçou o apoio financeiro do MDR aos estados afetados pelas chuvas. “Nessas situações, o primeiro recurso que o ministério libera é para socorro e assistência humanitária. O repasse é para a compra de cestas básicas, água, colchões e kits de limpeza e de higiene para que as pessoas que ficaram desalojadas possam ter o mínimo de conforto”, detalhou.

Os municípios afetados devem se cadastrar no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Na ferramenta, é possível elaborar Planos de Contingência; registrar desastres ocorridos no município/estado; solicitar o reconhecimento federal de situação de emergência ou de estado de calamidade pública; solicitar recursos federais a partir da elaboração de formulários on-line; consultar e acompanhar as solicitações de reconhecimento e de repasses para ações de resposta e de recuperação, e buscar informações sobre recorrências de desastres com base em dados oficiais.


Fonte: GazetaWeb



Compartilhe