Política

Arapiraca, dois prefeitos, uma nova história


Davi Salsa

23/04/2021 07h10

Quando falamos em emancipação política, logo lembramos do Major Esperidião Rodrigues.
 Sem sombra de dúvidas, o maior líder pró-emancipação de Arapiraca com sua cidade-mãe Limoeiro de Anadia. 
No entanto, um jornal já extinto, "O Índio", em sua edição no ano de 1926, ou seja, dois anos após Arapiraca emancipar-se de Limoeiro de Anadia, lançou luz sobre uma questão pouco debatida: quem foi o primeiro prefeito de Arapiraca?
Com base nas fontes já existentes e com o reforço do jornal "O Índio", não resta dúvida de que Arapiraca teve dois prefeitos. 
O primeiro por indicação e outro outro pelo voto direto.
Francisco de Paula Magalhães foi o líder da Junta Governativa da recém- criada cidade de Arapiraca.
 Portanto, ele foi de fato o primeiro prefeito de Arapiraca, mesmo com  pouco tempo de administração, pois Esperidião Rodrigues da Silva e José Zeferino Magalhães assumiram o mandato de dois anos, a partir de 31 de Janeiro de 1925. 
Naquela época, o governador do estado de Alagoas, José Fernandes Lima, esteve em Arapiraca no dia 30 de outubro 1924, em ato simbólico para a solenidade que, de fato, transformou oficialmente o município emancipado.
A Assembleia Legislativa de Alagoas  havia aprovado o Projeto Lei nº 1009, de autoria do  deputado Odilon Auto, e sancionada pelo governador José Fernandes Lima, no dia 31 de Maio de 1924. 
A partir desse momento, foi criada uma Junta Administrativa, tendo como chefe dos trabalhos o Capitão Francisco de Paula  Magalhães. Como uma de suas atribuições, ele  organizou as primeiras eleições do novo município.
 Chico de Paula, como era popularmente conhecido, ficou à fente do Executivo Municipal até 31 de Janeiro de 1925, quando deu posse ao Major Esperidião Rodrigues da Silva, prefeito eleito.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação


Compartilhe