Política

Contra impeachment: Para Lira, CPI é perda de tempo e Congresso ‘não é delegacia



26/04/2021 17h56

Candidato de Jair Bolsonaro nas eleições da presidência da Câmara, o presidente do Congresso, Arthur Lira, foi claro em sua opinião sobre a CPI da Pandemia no Senado ou os pedidos de impeachment contra Bolsonaro que estão em sua gaveta: tudo perda de tempo.

Vale lembrar que Lira já havia recebido do STF um prazo para justificar não abrir nenhum dos processos contra Bolsonaro. E ele lamenta ao lembrar que o ex-presidente “Rodrigo Maia passou cinco anos na presidência, dois anos de governo Bolsonaro, com mais 66 pedidos de impeachment, e não teve sequer um minuto de pressão”.

Em entrevista à rádio Jovem Pan, o deputado federal alagoano afirmou que o momento para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito não deveria ser esse. E que, em sua visão, o ‘Congresso não é delegacia de polícia’:

“Eu acho, é minha opinião, e ela é pública, é perda de tempo neste momento se instalar uma CPI porque o Congresso não é delegacia de polícia neste momento, é a Casa de leis. Neste momento, nós precisamos produzir leis que facilitem a vida do cidadão, que cuide do emprego, de quem gere renda, e que dê uma perspectiva melhor para a administração pública, como a reforma tributária”. Arthur Lira..

Na visão de Lira (que está fora da linha de sucessão, pois é investigado por receber R$ 106 mil de propina do presidente da CBTU), o funcionamento de 15% de senadores serviria apenas para ocupar espaço na mídia.

“Quem fez besteira, quem errou já está pego. Já se tem informações. Reunir senadores, trancar senadores, que têm mais idade, num momento desses de recrudescimento da pandemia…além do que neste momento em nada vai contribuir para a diminuição de mortos ou aumento de vacinas, que é o que nós precisamos” . Arthur Lira.

 

Fonte: é assim 

f



Compartilhe