Política

Renan Filho diz que Bolsonaro deveria falar mais sobre investigar os filhos dele



08/05/2021 17h07

O governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), disse ontem,  sexta-feira, 7,  que as declarações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre supostos desvios de recursos em Alagoas, sem fatos concretos, causam estranheza e soam como retaliação à CPI da Covid-19.

O governador alagoano virou alvo do presidente e de aliados após o senador Renan Calheiros (MDB-AL), pai de Renan Filho, se tornar relator da CPI da Covid-19, que investiga ações do governo federal no combate ao coronavírus.
-O que isso parece é que essa investigação seria uma retaliação ao trabalho da CPI. Investigar um governador que, por coincidência, é o filho do relator da CPI da Covid parece bastante que é uma retaliação à própria CPI – declarou o governador.
Renan Filho disse ainda que não há nenhuma investigação em curso no momento em Alagoas. Segundo ele, já que o presidente fala em  “investigar o filho do relator, mas ele sempre falou muito pouco das investigações sobre seus próprios filhos que estão em curso”.


Compartilhe