Política

Alagoas é um dos destinos de Bolsonaro em viagens que marcam mil dias de governo



27/09/2021 08h49

Diante do fraco em suas medidas contra a pandemia, e as fortes crises econômica e hídrica, popularidade do presidente Jair Bolsonaro despencou. E para tentar reverter este quadro, ele cairá de cabeça em uma semana de viagens e obras para marcar os mil dias de governo.

Um dos destinos do presidente será o estado de Alagoas. Bolsonaro, que reinaugurou obras prontas e atacou os Calheiros em sua última passagem, com Arthur Lira e Fernando Collor ao seu lado, deve desembarcar com seus ministros em Teotônio Vilela já amanhã (28).

A ideia é que o governo promova eventos em todos os estados do país e que haja ao menos uma entrega, seja de obra ou assinaturas para ações neste sentido, para tentar emplacar uma agenda positiva.

Nos próximo dias, portanto, ele deve participar de uma série de eventos viajando pelo país ao lado de ministros e gestores aliados locais. O evento foi confirmado depois de seu teste negativo de Covid-19.

A pesquisa Datafolha mais recente mostra que 59% dos entrevistados não votariam de jeito nenhum em Bolsonaro para presidente em 2022 enquanto 38% não votariam no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), hoje seu principal adversário político.

A expectativa é que Bolsonaro dê início hoje, no Palácio do Planalto, às celebrações dos mil dias de seu governo — que atingiu o pior índice de seu mandato (53%). Oficialmente, em sua agenda estão programados um evento da Caixa Econômica Federal, uma solenidade alusiva ao Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência e reuniões internas.

O presidente da Caixa não estará presente: ele testou positivo para Covid.

Fonte: Thiago Sampaio 

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é HEMOAL_DOACAODESANGUE_EBANNER_728x90-2-2.gif



Compartilhe