Política

Câmara de Arapiraca realiza audiência pública com ambulantes e representantes da prefeitura


Fonte: Redação com Assessoria

08/10/2021 17h45

Com a presença dos vereadores Thiago ML, que presidiu os trabalhos, dos vereadores Túlio Freire, Melquisedec de Oliveira,  Ginaldo Muniz (Bicudo), Edvânio do Cangandu,  Zé Carlinhos e Dr. Fábio e da secretária municipal de Desenvilvimento Econômico,  Rosa Lira e sua equipe, a Câmara Municipal de Arapiraca,  realizou na manhã desta sexta-feira (9), uma audiência pública para discutir a remoção pela prefeitura de Arapiraca, dos ambulantes  do Bosque das Arapiracas para o Parque Ceci Cunha.

A audiência pública foi proposta pelo vereador Túlio Freire,  que iniciou seu pronunciamento,  deixando clara a sua posição contrária a esta remoção, a que ele chamou insensível, onde segundo ele,  depois de enfrentar um período de pandemia e já ter formado a sua clientela,  os ambulantes deixam um local onde o fluxo de pessoas é intenso,  para se instalarem em um local sem nenhum movimento,  só trazendo prejuízos financeiros aos ambulantes.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é HEMOAL_DOACAODESANGUE_EBANNER_728x90-2-2.gif

Com o plenário tomado pelos ambulantes,  o presidente Thiago ML,  abriu o espaço para que eles expuseram seu descontentamento com a remoção.  

Iniciando, a primeira a falar,  foi Daniela Silva, que perguntou a secretária Rosa Lira, o por que não deixar que eles trabalhem apenas nos finais de semana até o final do ano, até que as coisas se resolvam.

Bastante triste,  ela levou uma bolsa de salgadinhos estragados para mostra como prova dos prejuízos à secretária Rosa Lira.

"Aqui está o resultado dessa remoção sem sentido. Um prejuízo para uma trabalhadora que só quer levar para casa,  o sustento da família e pagar as contas " disse ela.

Outros ambulantes também usaram a palavra e pediram a secretária Rosa  Lira, mais sensibilidade ao problema que se torna social e uma questão de sobrevivência.

Os vereadores Melquisedec de Oliveira e Zé Carlinhos, também se manifestaram favoráveis aos ambulantes, pedindo ao prefeito Luciano Barbosa e a própria secretária,  uma solução urgente para que os ambulantes continuem trabalhando e ganhando o sustento da família.

O presidente Thiago ML,  também apelou para a sensibilidade do prefeito Luciano Barbosa e da secretária, mostrando que o que está em discussão,  não é a beleza da cidade e muito menos o seu aspecto urbanístico, mas a lei da sobrevivência, onde dezenas de pais e mães de família, não querem outra coisa a não ser trabalhar e pagar suas taxas dentro do limite.

Para Thiago ML,  a administração municipal não pode continuar só pensando em obras,  mas também se adequar a realidade de dezenas de trabalhadores que a cada, vêem os armários vazios de alimentação para os filhos e as costas se avolumando.

"Esta Casa com os 19 vereadores,  está pronta para discutir com a administração municipal uma solução urgente e devolver aos pais e mães de família,  o direito na Constituição Federal,  de ter uma alimentação digna para a família ", disse ele.

Porém,  o momento tenso da audiência pública, aconteceu quando o deputado estadual Tarcizo Freire, que representou à Assembleia Legislativa de Alagoas,  foi contrário aos argumentos da assistente social da secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico,  Lidiane Paes, que argumentou que a administração municipal não poderia liberar à venda de bebidas alcoólicas em espaços públicos,  porque estaria descumprindo leis federal, estadual e municipal, por isso, tinha que haver uma discussão sobre o assunto.

"Me orgulho em fazer parte de uma administração voltada para o social, porque estarmos aqui para fazer o que é certo", disse ela.

Neste momento,  o deputado Tarcizo Freire, acusou a assistente social Lidiane Paes, de ser arrogante e prepotente e querer defender os interesses da administração municipal.

Tarcizo Freire,  disse que já conhecia de outras administrações a arrogância dela, que não deveria está na função que está.

Freire disse que havia chegado para a audiência pública com felicidade, mas ao presenciar a hipocrisia dela, saia dali, com o coração entristecido.

Neste momento,  a secretária Rosa Lira, saiu em defesa da assistente social, afirmirmando aos prantos,  que a insensatez do deputado Tarcizo Freire, chegou ao limite, por não conhecer a dedicação da servidora, por isso,  ela não admitia que ninguém de sua equipe,  fosse maltratada dessa forma.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é SECOM_EBANNER_VACINACAO_728x90px.gif

Ao rebater as palavras da secretária, o deputado também criticou Rosa Lira,  ao dizer que ela pertencia ao mesmo grupo, fazendo parte de uma corja só.

Vendo os ânimos bastante acirrados, com equilíbrio,  o presidente Thiago ML, pediu que todos mantivessem a calma e que tudo seria resolvido satisfatoriamente.

Ao encerrar os trabalhos , agradecendo a presença dos convidados, Thiago ML,  anunciou que logo após o encerramento, seria formada uma comissão de vereadores e representantes da administração municipal,  para outra reunião com a secretária ou mesmo com o prefeito Luciano Barbosa, para encontrar uma solução, que seria posteriormente comunicada aos ambulantes.



Compartilhe