Política

Eleições 2022 serão decisivas para herdeiros de lideranças políticas do Agreste


Fonte: Jornal de Arapiraca

13/01/2022 20h34

Filhos se espelham nos pais, parentes ou padrinhos que cativam a criança e se tornam espelho para a evolução até a vida adulta. Por isso, é mais do que comum a convivência, em ambiente de tralho, entre pais e filhos profissionais liberais, na carreira militar e também no campo da política partidária.

A tradição se mantém viva onde há democracia e no Brasil se espalha de norte ao sul, mas vamos tratar apenas da região Agreste, especialmente de Arapiraca, o município mais importante do interior de Alagoas.

Aqui, na Terra de Manoel André e cidades próximas, as eleições 2022 estão sendo apontadas como decisivas para jovens herdeiros de nomes já consagrados nas urnas. Entre todos os pré-candidatos, apenas um deve fazer sua estreia como candidato a cargo eletivo, Daniel Barbosa, filho de Luciano Barbosa, político de currículo invejável: Ministro da Integração Nacional, Vice-governador, Secretário Estadual de Educação e prefeito em seu terceiro mandato na Prefeitura de Arapiraca.

Os bastidores da política arapiraquense dão como certa a disputa do filho de Luciano para uma das vagas para deputado federal. Em se confirmando a entrada do novato na disputa, Daniel deverá fazer parte do palanque de Arthur Lira, alagoano que atualmente preside a Câmara Federal e é apontado como liderança mais influente dentro do Palácio do Planalto, com poder de barganha que levou o presidente do Brasil a abraçar o Centrão, o mesmo bloco partidário avacalhado por Jair Bolsonaro em sua campanha.

Filho do ex-senador Benedito de Lira, atual prefeito da Barra de São Migue, Arthur Lira tem tudo nas mãos para ser reeleito com votação expressiva. Da mesma forma, o atual governador de Alagoas, Renan Filho, está com alta popularidade pela excelente gestão de seus dois mandatos no Palácio República dos Palmares e pode conseguir a façanha de sentar ao lado do pai, Renan Calheiros, durante as sessões no Senado Federal.

Vai ser fácil? Não, nunca é, exceto quando as pesquisas sem manipulação indicam a certeza de vitória folgada, como Luciano Barbosa emplacou em 2020. E quem está disposto a assumir a cadeira de Renan Filho é o senador Rodrigo Cunha, responsável pela queda de Biu de Lira da mais alta casa parlamentar brasileira.

O filho da inesquecível médica e deputada Ceci Cunha é apontado como candidato forte para a disputa que ainda não tem, dentro do grupo da situação, nome com densidade eleitoral junto aos alagoanos para encarar a juventude e o carisma de Rodrigo Cunha, aliado do prefeito de Maceió, JHC, outro herdeiro de família tradicional na política alagoana.

Para a Casa de Tavares Bastos, Arapiraca tem a consistência de Ricardo Nezinho, filho do deputado Nezinho, como o falecido Manoel Pereira Filho era conhecido. Ricardo conquistou mandatos na Câmara Municipal de Arapiraca e na Assembleia Legislativa de Alagoas, fez a irmã Ruthe Nezinho Vice-prefeita de Luciano Barbosa e caminha a passos largos para continuar representando o Agreste na ALE.

Quem currículo semelhante é Tarcizo Freire, deputado estadual eleito em 2018 graças ao cálculo do coeficiente eleitoral e que já tem herdeiro na Casa de Herbene Melo, seu filho Túlio Freire. Especula-se que o Tarcizo vai tentar incluir mais um filho no caminho da política partidária, já nas próximas eleições para testar a popularidade nas urnas.

Quem também promete entrar de cabeça na campanmha 2022 é Dudu Albuquerque, ex-deputado estadual que fez o filho Breno Albuquerque alcançar o mesmo espaço de representatividade para Arapiraca na ALE. Agora é aguardar para ver quem vai estar na disputa e quem está apenas ensaiando uma candidatura.



Compartilhe