Política

Senador Renan adia pela 3ª vez reunião para a formação de chapas com vistas às eleições 2022


Roberto Gonçalves
Fonte: Jornal de Arapiraca

13/01/2022 08h42

O senador Renan Calheiros presidente estadual do MDB adiou mais uma vez a reunião para a formação das chapas majoritárias e proporcional com vistas às eleições 2022. Faltando apenas nove meses para a eleição deste ano, a contagem agora é regressiva. Faltam 90 dias para decidir pela filiação partidária ou desincompatibilização de cargos públicos´- o prazo vai até 02 de abril próximo.

O quadro no MDB para a formação das chapas majoritárias e proporcional nunca esteve tão nebuloso segundo avaliam analistas políticos. Os pretensos pré-candidatos que decidirem se filiar ou permanecer em um partido, a maior preocupação é a formação de chapa – ou seja, com quem vai disputar o mandato. Isso implica nos cálculos que cada um fará sobre suas chances de êxito nas eleições 2022.

Ainda existe a possibilidade da federação de partidos, que vai depender da aprovação do Superior Tribunal de Justiça (STF). O MDB de Alagoas até o momento, não consegui reunir os pré-candidatos, lideranças do partido e o diretório do segundo colégio eleitoral do Estado – Arapiraca.

A reunião que estava marcada para a tarde da última segunda-feira (!0) foi adiada mais uma vez em razão de alguns membros estarem com sintomas do Cobid-19.
A reunião foi convocada pelo senador Renan Calheiros, que tem articulado a formação das chapas de deputado estadual e deputado federal com a ajuda de outros integrantes da agremiação partidária, entre eles o governador Renan Filho.

O deputado federal Isnaldo Bulhões, líder do MDB na Câmara dos Deputados, avalia que o partido terá bom desempenho nas eleições deste ano em Alagoas. “Vamos nos organizar para fazer as maiores bancadas, tanto de estadual quanto de federal”, analisa.

Isnaldo adianta que as chapas serão montadas, com os nomes de pré-candidatos que já estão filiados ao partido. “Outros poderão vir mais à frente, dependendo de alguns cenários, mas estamos prontos desde já para fazer uma grande eleição com o grupo atual,” assegura Inalado Bulhões.

Chapa de deputado federal

Nomes já filiados ao MDB: Isnaldo Bulhões, no segundo mandato, Daniel Barbosa, secretário de Estado de Segurança Pública, Alfredo Gaspar, Luciano Marinho, Cristiano Matheus, Sargento Ramalho, Olívia Tenório e Laís Brandão. Nomes que poderão se filiar: Marcius Beltrão, delegado Kelmann Vieira

Muitas articulações e mudanças no primeiro escalão

Até a próxima semana, o palmeirense Rodrigo Gaia estará no comando da Secretaria de Agricultura do Estado. Ele assumiu a Pasta interinamente com afastamento do titular, Maykon Beltrão – mais uma vítima da Covid-19 entre políticos alagoanos. A interinidade foi um reconhecimento a atuação de Rodrigo, que é secretário Executivo de Gestão Interna da Seagri desde o início de 2020.Rodrigo é irmão do ex-deputado estadual Val Gaia.

Outra especulação no cenário político do Estado com a possibilidade do deputado estadual Paulo Dantas (MDB) vir a assumir o Governo Estadual nos próximos meses, começam a especulação de possíveis nomes dos secretários de primeiro escalão que irão compor o governo “tampão” caso ocorra a renúncia de Renan Filho em 02 de abril próximo para concorrer ao Senado.

Entre os nomes, está do ex-secretário Marcos Fireman para a pasta de Infraestrutura do Estado, a qual já foi titular na gestão do ex-governador Teotônio Vilela Filho. Fireman teve papel importante nas obras do Canal do Sertão.

Fora de Alagoas, Fireman circulou nos últimos meses em Brasília, onde assumiu o cargo de secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde.  Vários outros nomes estão sendo entrevistados e consultados pelo grupo do deputado estadual Paulo Dantas e devem ser anunciados nas próximas semanas. Comenta-se a possibilidade da criação de novas secretarias de Estado.

Outro fato político da semana será a revoada de 16 deputados para o DEM

Outro fato político no cenário de Alagoas nesta semana será a provável filiação de 16 dos 27 deputados estaduais ao DEM. No comando da liderança está  o presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, Marcelo Victor, que vai deixar o Solidariedade. Quanto aos três deputados estaduais que integram a bancada de Arapiraca na Casa de Tavares Bastos devem seguir o presidente da Casa os deputados estaduais Jairzinho Lira que não mais integra o PRTB e Breno Albuquerque.

Quanto ao deputado estadual Tarcizo Freire atualmente filiado ao PP seu destino partidário até o momento é incerto, podendo permanecer no PP. O deputado estadual Ricardo Nezinho que esteve propenso a se filiar ao DEM ou Frente Brasil, decidiu permanecer filiado ao MDB e vai para a sua reeleição em situação bastante confortável.



Compartilhe