Política

Lula chega a Maceió na próxima sexta-feira (17) em pré-campanha à presidência da República


Fonte: Tribuna Hoje

11/06/2022 10h28

Nesta sexta-feira (10), o presidente do PT em Alagoas, Ricardo Barbosa, e o deputado federal Paulão confirmaram que o ex-presidente Lula chega em Maceió na próxima sexta-feira (17). O senador Renan Calheiros (MDB), o pré-candidato ao Senado Renan Filho (MDB) e o pré-candidato ao Governo de Alagoas Paulo Dantas (MDB) também participaram da articulação para trazer o ex-presidente a Alagoas.

Por enquanto, está decidido que os eventos com o pré-candidato petista vão ocorrer apenas em Maceió. A vinda de Lula também tem como pauta um diálogo com o senador Renan Calheiros, o governador Paulo Dantas e o ex-governador Renan Filho, em função da aliança firmada entre emedebistas e tucanos que lançaram a senadora Simone Tebet como candidata a presidência pela terceira via.

Os dirigentes do PT e do MDB deverão se reunir no inicio da próxima semana para a definição do local onde Lula será recepcionado por seus apoiadores.

Ricardo Barbosa anunciou a chegada do ex-presidente com ânimo em suas redes sociais. "Olha a alegria que está aqui em meu rosto. É para dar a notícia que, na sexta-feira, 17 de junho, Lula estará em Maceió. Em breve iremos divulgar local e horário, mas o importante é que, a partir de agora, você já comece a divulgar e convidar, para que todos aqueles que querem o Brasil de volta ao povo brasileiro estejam presentes nessa data, nesse evento", disse o presidente do PT em Alagoas.

Agenda de Lula

O ex-presidente e pré-candidato ao Palácio do Planalto Luiz Inácio Lula da Silva viajará a 4 destinos na próxima semana em sua pré-campanha. Eis o roteiro: 15 de junho em Uberlândia, Minas Gerais; 16 de junho em Natal, Rio Grande do Norte; 17 de junho em Maceió; e 18 de junho em Aracaju, Sergipe. Lula tem feito uma série de viagens pelo país para angariar apoio de líderes locais à sua candidatura e fazer seu nome circular entre o eleitorado.

Em todas as viagens, Lula estará acompanhado por Geraldo Alckmin (PSB), seu vice. Durante as primeiras viagens da dupla ao sul do país, quadros do PT que atuam na coordenação de campanha questionaram a presença de Alckmin junto a Lula – na visão deles, o ex-tucano deveria falar com seu segmento específico, que é o centro. Para eles, o papel de Alckmin na campanha é trazer empresários, representantes do agronegócio e mesmo com partes da direita para tentar atrair seu apoio à chapa PT-PSB.



Compartilhe