Política

Rodrigo Cunha começa a despencar nas pesquisas para Governo de Alagoas


Fonte: Paulo Marcello

11/06/2022 10h33

O novo levantamento sobre as intenções de voto, realizado pelo Paraná Pesquisas, aponta que Rodrigo Cunha (UB) começa a cair numericamente, enquanto os dois principais concorrentes mostram crescimento considerável. Mesmo que discretamente (1,7%), o senador licenciado começa a se preocupar, principalmente com o avanço do governador Paulo Dantas e a chegada de Fernando Collor na disputa.

Segundo os números da pesquisa, Rodrigo Cunha aparece embolado junto a outros dois candidatos, entre eles, o ex-prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSD). Os dados revelam que Paulo Dantas cresceu mais de 8%, enquanto Rui teve um aumento de 1,3% na abordagem feita pelo Paraná Pesquisas. Já Collor, que acabou de ser incluído no levantamento, aparece com 1,9% mas com expectativa de crescimento.

O senador Rodrigo Cunha mantém a liderança com 26,9%. Mas ele está tecnicamente empatado com Paulo Dantas, que obteve 25,6% da preferência dos eleitores abordados nesta pesquisa. Já Rui Palmeira aparece em terceiro com 24,2%. A margem de erro é de 2,6% para mais ou para menos.

Resultado da pesquisa estimulada ao governo de Alagoas, quando os nomes dos pré-candidatos são apresentados aos eleitores:

Rodrigo Cunha (PSDB) - 26,9%
Paulo Dantas (MDB) - 25,6%
Rui Palmeira (PSD) - 24,2%
Branco/nulo/nenhum - 15,0%
Não sabe/não respondeu - 8,3%

Já na pesquisa espontânea, quando o eleitor não tem acesso aos nomes, o governador Paulo Dantas aparece em primeiro e até o ex-governador Renan Filho, que é pré-candidato ao senado, aparece em segundo lugar:

Paulo Dantas (MDB) - 8,4%
Renan Filho (MDB) - 4,6%
Rodrigo Cunha (PSDB) - 3,8%
Rui Palmeira (PSD) - 2,2%
Fernando Collor (PTB) - 1,9%
JHC (PSB) - 0,5%
Antônio Albuquerque (PTB) - 0,3%
Outros nomes citados - 0,9%
Branco/nulo/nenhum - 8,7%
Não sabe/não respondeu - 68,8%

O Paraná Pesquisas entrevistou pessoalmente 1.510 eleitores em 35 municípios do estado de Alagoas entre os dias 4 e 8 de junho de 2022. A margem de erro é de 2,6 pontos percentuais e o nível de confiança atinge 95%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo AL-04485/2022. 



Compartilhe