Política

Eleições 2022 em Arapiraca irão definir quem terá maior “poder de fogo” em 2024


Roberto Gonçalves
Fonte: Jornal de Arapiraca

22/09/2022 08h12

As eleições de 2022 em Arapiraca, cidade mais importante do interior do estado com um eleitorado de 146. 879 eleitores, terá fortes reflexos na eleição 2024 quando a terra de Manoel André completa o seu primeiro centenário de emancipação política e social. 

O pleito vai definir quais dos dois grupos políticos terá maior “poder de fogo” em 2024 quando será realizada a eleição de vereadores e de quem vai continuar no comando da prefeitura por mais quatro anos. Dois grupos políticos estão em evidência, o grupo do prefeito Luciano Barbosa (MDB) e do deputado federal Severino Pessoa (MDB)

O deputado federal Severino Pessoa iniciou sua trajetória política como vereador e após dois mandatos na Casa de Tavares Bastos foi eleito deputado federal e atualmente está em campanha pela reeleição.

Nesse projeto político de reeleição, o parlamentar faz dobradinha com a esposa, a ex-prefeita Fabiana Pessoa (Avante) que disputa uma das 27 vagas para a Assembleia Legislativa Estadual (ALE). Pelo trabalho realizado na pasta da secretaria de Estado e Desenvolvimento Social, está bem posicionada de acordo com as pesquisas de avaliação interna recentemente realizadas. 

Arapiraca poderá ampliar o espaço político e eleger dois deputados federais    

O cenário político atual está muito favorável para Arapiraca nessas eleições 2022. O município poderá ampliar o seu espaço no Congresso Nacional elegendo dois deputados federais. 

A reeleição de Severino Pessoa, que está com um bom desempenho e volume de campanha em todo o Estado, e o prefeito Luciano Barbosa (MDB) que está apostando todas as fichas na eleição do filho, Daniel Barbosa (PP)

Recentemente, Barbosa gravou um vídeo veiculado nas redes sociais, se dirigindo ao eleitorado arapiraquense pedindo votos para Daniel Barbosa “graças aos votos dos homens e mulheres de bem, sou prefeito pela terceira vez de Arapiraca, isso muito me orgulha, Daniel Barbosa sempre esteve ao meu lado, o conheço muito bem e sei que está preparado para representar Alagoas e Arapiraca no Congresso Nacional” garantiu Luciano Barbosa. “Arapiraca precisa de um deputado federal que sonhe com uma Arapiraca para todos”, completou o gestor.

Outro nome bem posicionado para fortalecer politicamente Arapiraca e região Agreste no Congresso Nacional é o candidato Gilvan Barros (PP). Sua experiência política, atuação parlamentar e conduta ilibada em mais de três décadas no parlamento são os seus principais passaportes para chegar à Câmara dos Deputados. 

Para a Casa de Tavares Bastos, Arapiraca nessas eleições poderá ampliar sua bancada com nomes novos. Ricardo Nezinho (MFB) deve renovar seu mandato e ser mais uma vez um campeão de votos. Tem tradição política e serviços prestados a Arapiraca e Alagoas. Tarcizo Freire (PP) e Breno Albuquerque (MDB) também lutam pelas suas reeleições. 

Ricardo Nezinho recentemente fez um gol de placa quando conseguiu com o governador Paulo Dantas (MDB) a instalação em Arapiraca do núcleo do Instituto de Criminalística (IC). O órgão está em pleno funcionamento na Avenida Ventura de Farias atendendo Arapiraca e os municípios do Agreste, Sertão e Baixo São Francisco. 

Arapiraca ainda enfrenta grandes desafios 

A população de Arapiraca, espera que os eleitos nesse pleito de 2022, Governador, Senador e deputados estaduais federais, principalmente os eleitos por Arapiraca e região Agreste, lutem pelo desenvolvimento do município em todos os aspectos, sobretudo na valorização do homem do campo e do fortalecimento Agricultura familiar. 

O agricultor arapiraquense quer produzir mais alimentos com apoio de recursos e, sobretudo, assistência técnica. Outro grande problema que deve ser focado e defendido pelos eleitos em 2022 está relacionado ao saneamento básico de Arapiraca. 

De acordo com dados da Secretaria de Planejamento, o município de Arapiraca não possui sistema único de esgotamento sanitário, apenas pequenos sistemas coletivos independentes, que atendem cerca de 5,5% da população. As demais utilizam sistemas individuais, como fossas sépticas com sumidouros, existindo também o lançamento de águas servidas nas vias públicas. Durante muitas décadas, ocorreu devido ao crescimento da cidade sem investimentos neste setor. Na zona rural, a população utiliza sistema alternativo de esgotamento sanitário (que não é operado pela CASAL), com uso de fossas negras, e em sua maioria os esgotos são lançados a céu aberto. Esses serão os grandes desafios a serem enfrentados pelos eleitos na busca de uma Arapiraca mais humana com políticas públicas de qualidade e cidadania. 



 



Compartilhe