Política

Qual a importância de se conhecer o candidato e seus projetos nesta reta final da campanha


Cláudio Bulgarelli
Fonte: Jornal de Arapiraca

22/09/2022 06h13

Faltam 10 dias para o 1º turno das eleições. Com a vida corrida, onde todos tentam fazer o possível e o impossível para sobreviver, entre o medo da Covid-19, que ainda não foi embora totalmente, a crise social e as eleições que se aproximam, ainda permanecem no ar muitas perguntas para os eleitores. Nesta reta final de campanha se assiste a vários debates e embates políticos, que certamente são importantíssimos para se fazer uma análise dos candidatos e analisar quais apresentam propostas possíveis para a melhoria da qualidade de vida da cidade, do Estado e do país. Mas a pergunta é: qual é a importância de se conhecer o candidato e suas propostas?

A resposta parece simples, mas não é. Sabemos que esse é um dos caminhos para se encontrar um candidato que realmente represente seus anseios, pois o período que antecede as eleições é o momento do conhecimento, sobretudo, das estratégias dos projetos futuros. E, deixando de lado as difamações, as discussões, as ofensas pessoais e as fake News, porque tudo não passa de estratagemas para tentar derrubar o adversário, o importante mesmo é saber em que se está dando o voto.

Sabemos que o cidadão consciente, e a população em geral bem informada, não aguentam mais ilusões e ou favores que possam, de alguma maneira, significar uma compra de voto, mesmo ainda tolerada pela justiça eleitoral e por boa parte dos eleitores. Sendo assim, não há mais espaço para promessas que não serão cumpridas. Se todos querem um país mais justo, todos precisam ajudar a construí-lo.

Sendo assim, o eleitor precisa eleger um governante (presidente, governador, senador, deputado federal e estadual) ético, transparente e que exponha suas ações de uma maneira simples e clara para que as pessoas possam acompanhar. E exercendo seu direito democrático votando certo, para continuar ou mudar, é uma questão de escolha. Será quando, enfim, todos saberem que a escolha está nas mãos de cada eleitor.




Compartilhe